Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Não tenha medo das inconstâncias da vida. A existência humana não é uma linha reta, mas uma curva espiralada ascendente, com episódicos momentos de descendência, para ascensões ainda maiores em seguida.

Se você aguarda um esquema quadradinho e colorido da vida, está esperando estar no jardim de infância quando talvez já esteja na escola secundária, em que a álgebra e a trigonometria casam-se em arranjos abstratos de matemática pura. “Pense fora da caixa”, como dizem os norte-americanos. Fora dos esquemas do convencional, do previsível e do dedutível é que se encontra o campo virgem e fértil da criatividade e da percepção e compreensão profundas dos eventos.

Aguarde surpresas negativas da vida, não com o tom pessimista de quem espera pelo pior, mas como parte de um processo maior, que tem resultados positivos no cômputo final.

Fixe sua mente, assim, nos padrões médios, na linha média do gráfico e não nas oscilações próprias ao momento que passa.

(Texto recebido em 19 de setembro de 2004.)