Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Disseram-lhe que não seria possível. Todavia, se o que você sente dever fazer é um impulso que parte realmente de sua alma, e não de seu ego; do sentimento de dever a cumprir, e não da personalidade desejando destaque sobre os outros; siga seu coração e arroste todas as dificuldades.

Os impulsos que manam da intuição, da “voz da consciência” são ditames que partem do próprio Criador, na linguagem cifrada que permite à criatura o direito de evadir-se à trilha sugerida, pelo uso equivocado do livre-arbítrio. Apesar de Deus saber sempre o melhor caminho para Sua criaturas, nunca impõe coisa alguma.

Assim, fique atento à voz sutil do seu ideal, a voz da paz e da sabedoria, do serviço ao próximo e da plenitude. Nesta quase inaudível voz da verdade, encontrará a inarticulada voz de Deus, a falar com você, todos os dias, no imo de seu coração.

(Texto recebido em 19 de setembro de 2004.)