Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Quando uma nova canção de ninar surge no imo do coração de mãe, novo rebento surge no seu ventre, pronto para ser gerado e depois amamentado. Quando alguém desenvolve nova aptidão, eis que ela lhe exige, pela voz inarticulada da consciência, serviço a ser estendido a seus irmãos em humanidade. É assim que deve ser entendido tudo que é criado e desenvolvido: com um propósito de serviço ao próximo, e, então, sua finalidade será cumprida, o dever da alma será realizado.

Não se confunda excessivamente, nos meandros de reflexões exageradas. Resuma tudo ao amor. Nele, encontrar-se-á a resposta, o significado, o sentido para viver e a solução para os mais inextricáveis enigmas da fé, da razão e da verdade (da religião, da ciência e da filosofia).

(Texto recebido em 13 de agosto de 2004.)