Nossa Orientadora Espiritual Eugênia-Aspásia apareceu-me, distinta e serena, como lhe é habitual, e pediu que registrasse, em versão traduzida para o português brasileiro, a Mensagem que se segue, provinda de Nossa Mãe planetária, Maria Cristo, cuja Voz ribombava – ou era sussurrada? –, dúlcida e forte a um só tempo, em ininteligível idioma primordial…

“Estão todos(as), no domínio físico de existência e em suas redondezas vibratórias, de uma maneira ou doutra, imersos(as) no leito de um oceano de problemas globais de diversas feições e em graus variados de complicação, causados ou agravados pelo novo patógeno em alastramento pandêmico.

Crises internacionais agudas e multifacetadas, como guerras mundiais, constituem apelo inescapável da Divindade a um salto evolutivo de padrão civilizatório da humanidade, em todos os âmbitos de organização e ação, individuais e coletivos, incluindo os que concernem a conceitos, costumes, paradigmas científicos e – o mais relevante deles – valores e princípios espirituais.

Há aqueles(as) que desesperam ante o inelutável, assemelhando-se aos(às) porcos(as) da parábola evangélica1, que se precipitaram do penhasco e se afogaram, debaixo da influência de uma ‘legião’ de maus espíritos. Essas personalidades se rendem ao total eclipse do bom senso e à morte moral da fé, entregando-se ao cinismo, à negação, ao niilismo.

Existem, entretanto, pessoas que portam perfil psicológico e caráter distintos e que, à maneira de ostras relegadas ao fundo escuro e frio do mar, em se sentindo invadidas por elementos alienígenas à sua natureza, preferem se inflamar contra o que lhes faz mal para, por meio do parto psíquico em que se contorcem intimamente, gerarem a lágrima preciosa de uma pérola e ofertarem-na ao mundo…

Você, filho(a) amado(a), deve fazer sua escolha de resposta ao horror que o(a) circunda… Tresmalhar-se na gargalhada sinistra da desistência do bem, lançando-se ao abismo de sofrimentos imprevisíveis, em número e proporção… ou lutar pelo bem, extraindo de sua própria alma, intoxicada com o pavor externo, o tesouro oculto da transformação interior e do serviço benevolente, de qualquer ordem, prestado a seus irmãos e irmãs em humanidade…”

Dito isso, a Poderosa Voz da Mãe Espiritual da Terra silenciou-Se… e a Mestra Eugênia-Aspásia, que A interpretava, em tempo real, para a língua de Machado de Assis, igualmente dissipou-se à minha percepção.

Eugênia-Aspásia (Espírito)
em Nome de Maria Cristo
Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
Bethel (CT), região metropolitana de Nova York, EUA
6 de maio de 2020

1. Mateus, 8:32; Marcos, 5:13; Lucas, 8:33.