https://cdn.saltoquantico.com.br/wp-content/uploads/Thais_BT165.jpg

[A “Blonde Venus” sergipana Thaïs Bezerra (*)]


Preenchendo o imenso salão do Iate Clube de Aracaju quase até o fundo, em duas semanas seguidas de palestras depois do “Maria Cristo 2010”, a plateia (das palestras de Benjamin de Aguiar) assistiu à exibição de fotografias impressionantes, batidas por vários integrantes do Instituto Salto Quântico, no dia do evento que lotou o Constâncio Vieira, comprovando o que o escritor e apresentador (que fala para todo o Brasil, em rede nacional de TV, pela CNT) havia dito:
Maria Santíssima realmente desceu sobre Aracaju. Os prodígios de “curas e salvamentos extraordinários” (primeiro ícone da coluna direita do site: www.saltoquantico.com.br, com várias postagens) são de intrigar os mais cépticos. A bênção da Mãe do Mundo, todavia, com Irradiações Diretas d’Ela, por meio do Espírito Eugênia, são sempre o mais tocante de tudo, nas palestras domingueiras gratuitas (às 19h).

(Nota publicada no Jornal da Cidade, Aracaju/SE, de 19 de setembro de 2010.)


(*) Remetendo a outro ícone imortal e emblemático, Marlene Dietrich, musa-deusa do cinema antigo, é assim que é conhecida a ultraprestigiada jornalista, lenda viva do colunismo social sergipano: Thaïs Bezerra, com inacreditáveis 31 anos de carreira, geminados (ninguém sabe como) a um corpo-escultura de adolescente. Políticos, empresários, acadêmicos, VIP’s de todas as categorias reverenciam a poderosíssima “Blonde”, que passa incólume a todas as crises, sempre irradiando alegria, otimismo e fé. Como diz nosso líder, canal do Espírito Eugênia, Benjamin Teixeira: “Médium mística do inconsciente coletivo de Aracaju, Thaïs é uma prova viva de como se pode ser canal do bem em qualquer latitude profissional, encarnação rara de lealdade aos amigos e de determinação pessoal inamovível”. Thaïs publica, desde 2005, semanalmente, notas sobre o Instituto Salto Quântico. Aqui passarão elas a ser também trazidas a lume, para que o Brasil e o mundo conheçam a mulher que mudou a face social e emocional da capital de Sergipe d’El Rey, “Coração do Coração do Mundo”, com seu famoso jargão: “Aju é um baile, com chuva ou com sol”.