http://www.saltoquantico.com.br/wp-content/imagens/mineiros.jpg
Daniel Mendonça,
em diálogo com o
Espírito Eugênia
(Médium: Benjamin de Aguiar)


(Daniel Mendonça) – Nos últimos dois meses, o mundo inteiro esteve atento aos telejornais e à mídia, de uma forma geral, para acompanhar o drama vivido por 33 mineiros que ficaram presos 622 metros abaixo da superfície, em uma mina de ouro e cobre no Chile. Neste fatídico episódio, ocorreram algumas “coincidências” acerca do número 33, a saber: foram 33 mineiros soterrados com as explosões; 33 é o número oficial de mineiros que morreram até outubro deste ano no Chile; 33 é o número de caracteres (incluindo os espaços) do bilhete enviado pelos mineiros, assim que foram encontrados; até a tarde do domingo 10 de outubro, dia em que se publicou, na internet, a matéria que apontava tais “coincidências”, eram de 33 países os meios de comunicação que estavam cadastrados para cobrir o resgate; foram 33 dias de perfuração da máquina até que se encontrassem os trabalhadores presos; e a última “coincidência”: para algumas famílias dos mineiros que são de origem católica, 33 corresponderia à idade de Jesus Cristo.

Diante de tal episódio e de tantas “coincidências”, quais lições, mensagens e/ou aprendizados nossa Mãe Maior, Maria Santíssima, e Nosso Senhor Jesus Cristo estariam passando para a humanidade?

(Espírito Eugênia) – Não me posso arrogar a glória de responder por Nossa Mãe Maior nem por Nosso Senhor Jesus, a não ser que Eles, em Pessoa, tomassem tal iniciativa, influenciando-me a falar em Seu Nome. Todavia, me permito aditar algumas palavras esclarecedoras, em Nome do Conselho de que faço parte. Jesus desencarnou no ano 33, conforme inclusive relatam documentos administrativos do Império Romano, mas não contava 33 anos, como reza a lenda popular, pelo já muito aqui relatado erro de contagem em nosso calendário gregoriano. Cristo teria, assim, no momento de Sua Crucificação, mais do que esta quantidade de anos na vida física, não chegando, porém, a ultrapassar os 40 de idade. A sequência de repetições do número 33, entrementes, não só revela a força simbológica, no inconsciente coletivo, do número associado a Nosso Senhor e Mestre, como nos remete a seu valor numerológico – a saber: 6, pela somatória dos dois algarismos –, que significa, aproximadamente, algo como “sofrimento”, “carma”, mas também “Desígnio Divino”, ou, como poderíamos fundir as possíveis interpretações: “Vontade de Deus para um sofrimento específico”. E, como a Vontade do Criador é sempre sábia, subsiste, inexoravelmente, um propósito construtivo, espiritual, de benefício geral. Se os amigos prestarem atenção, verão que os 33 mineiros sacrificados foram utilizados para chamar a atenção da mídia internacional, provocando a comoção de milhões de criaturas na Terra inteira, a ponto de a estimativa da transmissão ao vivo do resgate ter alcançado picos inacreditáveis para estes dias de multimídia: 1 bilhão de telespectadores. Se mais ainda os amigos prestarem atenção, perceberão que os corações de muitos foram tocados, sucessivas vezes, por lampejos de empatia e piedade, quando não por verdadeiras vertigens de compaixão (para os mais sensíveis), como também observarão que tudo isso começou a ocorrer nas cercanias da Descida de Maria Santíssima sobre o Globo, neste ano de 2010, representando um Presente d’Ela à Terra, para favorecer a melhoria vibratória do planeta. Se os amigos prestarem ainda um pouco mais de atenção, notarão que houve menos atentados terroristas e que os conflitos mais renitentes entre as nações suavizaram-se como que a ponto de uma quase trégua, sem que nenhum édito internacional houvesse sido expendido por qualquer Organismo de Vulto Mundial. Nada como a Cruz do Cristo a unir as pessoas em solidariedade, ainda que este Cristo Oculto estivesse mascarado na pessoa de 33 mineiros sofridos do Sul das Américas.


Nota do Médium:

Comenta-me (após a resposta da sábia Eugênia), meu mui caro irmão do espírito Delano Mothé (que nos trouxe a pergunta do companheiro em ideal Daniel Mendonça, dirigida à Mestra desencarnada), que, muito grosseiramente, o episódio dos soterrados chilenos simbolizou a “Descida” de Maria Santíssima à Terra, para uma “Função de Resgate”: tais quais os mineiros resgatados por uma descida de especialistas diversos ao subsolo, nós também fomos resgatados e estamos sendo ainda, pelas Descidas d’Ela à Crosta de nosso orbe… A metáfora é muito óbvia e tocante. Obrigado, tio Dê! – que se diz inspirado por Eles, os Mestres Espirituais presentes, no momento (não duvido… risos).


Ajude a santa e sábia Mestra Espiritual Eugênia e Seus Amigos igualmente Mestres Desencarnados a disseminarem Suas ideias de sabedoria e amor, e, com isso, tornarem o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.

Se você está fora de Sergipe, pode assistir à palestra de Benjamin de Aguiar, ao vivo, aqui mesmo, pelo nosso site, mediante uma colaboração simbólica, destinada à manutenção dos equipamentos utilizados na transmissão via internet. Para acessar-nos, basta que venha até cá, às 19h30 de domingos, horário de Aracaju (atualmente alinhado com o de Brasília), e siga as instruções aqui dispostas no próprio domingo, em postagem específica. (Lembramos que a entrada, para quem quiser assistir presencialmente, é gratuita.)