O Céu vê tudo, amigo(a)… As Autoridades do Plano Maior assistem a tudo isso, em minúcias…

Suporta, um tanto mais, com resignação, a dor indissociável ao posto de serviço complexo, difícil, imenso e singular que a Divina Providência te confiou, e em que te tens mantido fiel, amiúde debaixo de fel e fogo, há decênios sucessivos…

Continuas a sorrir, quanto possível, esclarecendo e confortando com a alegria que podes demonstrar, fazendo muitos presumirem que vives em um paraíso particular de facilidades e graças, a ponto de frequentemente, por isso, julgarem que te podem negligenciar até o essencial…

Fica convicto(a), todavia, de que, quando o padecimento houver ultrapassado a quota do justo e razoável, da perspectiva de teus Guias Espirituais, receberás a concessão do salvo-conduto para tua volta ao Verdadeiro Lar. Não és obrigado(a), de modo algum, a prosseguires, por tão longos percursos e períodos de tempo, em estado de sobrecarga psicológica e descompensação espiritual, pelas faltas somadas de muitos(as).

O carma, em ocorrendo um retorno teu, relativamente prematuro, ao Lugar d’Onde provéns, será, de fato, completamente deles(as). Já deste sobejas provas de inquebrantável perseverança, desde o final da adolescência, arrostando inimagináveis dificuldades no devotamento integral a teu Ideal. Preserva-te, dessarte, em inteira paz de consciência.

Quanto aos(às) ingratos(as) e, mais ainda, aos(às) inimigos(as) declarados(as) ou ocultos(as) de tua pessoa e da Causa que abraçaste, hostilizando-te por representares o padrão de valores e costumes que reinará no futuro, enviado(a) ao mundo que foste justamente para plantar a semente de uma nova cultura, confia-os(as) a Deus, orando para que sejam suavizadas as consequências de suas omissões e seus maus comportamentos, em relação à Obra de Origem Divina que te foi delegada…

E, com tantas e acachapantes evidências, a choverem do Alto, por tanto tempo, quanto à autenticidade de tua condição de emissário(a) de Cima, mesmo assim muitos(as) deles(as) sorriem incrédulos(as), ofensivos(as) e desdenhosos(as)…

Pior para eles(elas)… As consequências lhes serão muito mais graves…

Gustavo Henrique (Espírito)
Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
Aracaju, 19 de julho de 2017