https://cdn.saltoquantico.com.br/wp-content/uploads/Thais_BT165.jpg[A “Blonde Venus” sergipana Thaïs Bezerra (*)]

A revelação, embora antiga, não perdeu o sabor de novidade (e muita gente desconhece detalhes importantes). No período de Páscoa, durante quatro dias sucessivos, Benjamin de Aguiar, seu consorte e mais dois amigos visitaram a capela, em Nevers, França, onde jaz o corpo intacto de Santa Bernadette Soubirous, a vidente de Nossa Senhora, em Lourdes. Na palestra festiva do domingo passado, inúmeros VIP’s que presenciaram este “Toque de Deus”, com os próprios olhos (entre eles, uma Ph.D. em Microbiologia), testemunharam. O vídeo está na interface do site e o diálogo mediúnico que estuda a etiologia do fenômeno também foi publicado no: saltoquantico.com.br. No vídeo, após os breves depoimentos das autoridades de diversas áreas, há uma inspiradora produção da Equipe sobre a “visita mística” ao corpo que não se decompõe, passados 132 anos(!) de falecimento da santa francesa.

(Nota publicada no Jornal da Cidade, Aracaju/SE, em 8 de maio de 2011.)


(*) Remetendo a outro ícone imortal e emblemático, Marlene Dietrich, musa-deusa do cinema antigo, é assim que é conhecida a ultraprestigiada jornalista, lenda viva do colunismo social sergipano: Thaïs Bezerra, com inacreditáveis 31 anos de carreira, geminados (ninguém sabe como) a um corpo-escultura de adolescente. Políticos, empresários, acadêmicos, VIP’s de todas as categorias reverenciam a poderosíssima “Blonde”, que passa incólume a todas as crises, sempre irradiando alegria, otimismo e fé. Como diz nosso líder, canal do Espírito Eugênia, Benjamin Teixeira: “Médium mística do inconsciente coletivo de Aracaju, Thaïs é uma prova viva de como se pode ser canal do bem em qualquer latitude profissional, encarnação rara de lealdade aos amigos e de determinação pessoal inamovível”. Thaïs publica, desde 2005, semanalmente, notas sobre o Instituto Salto Quântico. Aqui passarão elas a ser também trazidas a lume, para que o Brasil e o mundo conheçam a mulher que mudou a face social e emocional da capital de Sergipe d’El Rey, “Coração do Coração do Mundo”, com seu famoso jargão: “Aju é um baile, com chuva ou com sol”.