Palestra de Benjamin Teixeira de Aguiar – 20/12/2020

Temas destacados:

– Evidências de imortalidade da alma e de comunicação com o Mundo Espiritual – Benjamin Teixeira de Aguiar recebe mensagem mediúnica com todos os dados precisos e sobre assuntos que o destinatário não havia comentado com ninguém
– Como superar dificuldades no cumprimento de disciplinas espirituais
– A preguiça – histórico evolutivo do cérebro humano, inclinações primitivas e paradigma do neocórtex
– A “mulher honesta” no Código Civil de 1916 (Clóvis Beviláqua), relatividade moral de época e lugar e evolução de coletividades
– O absurdo de se casar virgem – importância da intimidade sexual e da convivência na mesma moradia por algum tempo antes do casamento
– Recursos alternativos para oração e meditação: divã (Sigmund Freud), posição de pé, “flor de lótus”, escrita, utilização de velas, contas de rosário católico ou budista, imagens religiosas, música, dança etc.
– Alerta sobre o perfeccionismo: vaidade, presunção, preguiça e covardia
– Função devocional, indissociável da condição humana, e o perigo das perversões: louvor a deuses como “cérebro”, “ego”, “ciência” etc.
– Prova da existência do mundo microbiano (Louis Pasteur) e como se manifestam os dogmatismos científicos
– Invenção do avião (Santos Dumont) vs. aparelho sem autopropulsão (Irmãos Wright)
– Disciplina da meditação e impossibilidade de sobrevivência do ateísmo
– Convicção da existência de Deus e preconceitos sobre ciência
– Pandemia e perigos do novo coronavírus: sequelas da COVID-19 em crianças e bebês
– Celebrações, ritos de passagem, “rites d’entrée et de sortie” (ritos de entrada e de saída)
– Celebração do Nascimento de Jesus, 25 de dezembro e reverência ao Deus Sol
– Natal, melancolia, lembranças de entes queridos e experiências de introspecção e de percepção da distância do ideal cristão
– Incoerências e contradições vs. hipocrisia
– Jesus, combate à hipocrisia e à pretensão de superioridade, defesa das minorias e da liberdade de consciência
– A adúltera e o cobrador de impostos, nos Evangelhos, e as escolas de 12 passos (Bill Wilson) – inexorabilidade dos erros, percepção da própria pecaminosidade e esforço por acertar
– Culpa, contrição, arrependimento e ressarcimento – responsabilização individual e compensação por falhas
– Natal, nascimento do Eu Sagrado e a Parúsia (segunda vinda do Cristo)
– Natal, Ano Novo e psicosfera propícia para reflexão, planejamento, inventário de acertos e erros, de aproveitamento do tempo, monitoramento de decisões, de efetivação de planos etc.
– Metáfora da gravidez, crise global e processos de incubação individuais e coletivos
– Campos minados, terrenos pantanosos, estruturas e gerência da alma
– Propósitos espirituais de premonições, maus pressentimentos, comunicações telepáticas, incitação de medo por entidades perturbadoras, antevisões do futuro, funções paranormais, mediúnicas, cognitivas etc.
– “Ninguém prega retalho de pano novo em roupa velha; do contrário, o remendo arranca novo pedaço da veste usada e torna-se pior o rasgão” (Jesus)
– Mudanças de emprego, profissão, relacionamentos, local de residência etc. – reformas ou revoluções?
– O antigo, o novo e o intemporal
– “Ensaio sobre a amizade” (Ralph Waldo Emerson) e “desobediência civil” (Henry David Thoreau)
– O vanguardismo extraordinário de Margaret Fuller: feminista e correspondente internacional na primeira metade do século XIX
– Crucificadores de Jesus, utilização do Antigo Testamento e alerta sobre a condenação de minorias
– Importância da oração-meditação diária e a força mística das atividades em tempo real
– Endossos Divinos em torno do discurso profético, mediúnico e espiritual de Benjamin Teixeira de Aguiar e do Espírito Eugênia-Aspásia
– Sentimentos, energias, lei de causa e efeito e criação de linhas de eventos em nossas vidas
– Deus e a eleição da voz da consciência
– Breve oração de Natal
– A sinistra realidade por detrás do mito moderno da pandemia de zumbis (videomensagem)