O amor que cala a repreensão justa,
A espiritualidade que silencia a orientação necessária,
A consciência que não partilha suas impressões e conquistas,
A alma que não oferta o que já tem em si…

Constituem:

Um amor degenerado em egoísmo contumaz,
Uma espiritualidade desencaminhada para a omissão do dever,
Uma consciência corrompida pela conveniência pessoal,
Uma alma que tomou a rota de se distanciar de sua Origem e Finalidade: DEUS.

Cuidado com as aparências de santidade sorridente e/ou silente, de camaradagem conivente e irresponsável, de solicitude e dedicação que se ajustam ao agrado das pessoas, e não ao serviço autêntico do bem que se lhes pode prestar.

Lembremos de JESUS aludindo tão severamente às hipocrisias dos que se empenham em parecer virtuosos aos olhos dos homens e mulheres, em vez de buscarem o que a Divina Vontade deseja de cada criatura: tão só integridade em ser coerente com os próprios princípios, ainda que inevitavelmente e amiúde fira interesses e comodidades do próprio e do ego de terceiros.

Espírito Eugênia-Aspásia
Em Nome de MARIA Santíssima
Médium: Benjamin Teixeira de Aguiar
28 de fevereiro de 2016

Veja outras Mensagens de MARIA SANTÍSSIMA