Coroamento da deusa consciência no parlamento da própria alma

Sem o empoderamento ou a dinamização potencializada da consciência, no parlamento das vozes mentais do próprio psiquismo, o ser humano correrá forte risco de regredir para o primitivismo animal ou degradar, psicológica e moralmente, na direção da sociopatia.

Por outro lado, para que o indivíduo concretize esse sagrado mister, imprescindível a ativação do sentido de: 1) culpa, que o afasta da psicopatia; 2) medo, que o propele a uma percepção mais fidedigna da realidade; 3) indignação, que o precata contra a indiferença criminosa; 4) tristeza, que lhe revela a própria desconexão com a Fonte das Graças.

Do contrário, a criatura jamais estará se alinhando com a legítima voz da consciência, mas sim ouvindo caprichos do ego e suas racionalizações moralistas de interesse pessoal.

Há sempre o perigo – que, em graus e modos variados, materializa-se na trajetória evolutiva de todo espírito – de essas quatro motivações iniciais à transcendência se degenerarem em suas correlatas e mortíferas induções à decadência: a autocondenação sistemática, as fobias e o pânico, a revolta e a desesperança, a lamúria viciosa e a depressão clínica.

Por isso, de fundamental significância destacar-se: somente quando a responsabilidade contínua e a autocrítica apurada convertem a culpa, o medo, a indignação e a tristeza originais em ação aguerrida, disciplinada e persistente em prol do bem comum, pode acontecer, efetivamente, a conexão verdadeira e profunda do(a) buscador(a) da Luz com a Voz de Deus para si.

Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
Matheus-Anacleto (Espírito)
em Nome de Maria Cristo
Bethel, CT, região metropolitana de Nova York, EUA
29 de maio de 2021