Benjamin Teixeira
pelo espírito Eugênia.

De fato, queremos corroborar a fala do prezado companheiro intermediário, quando asseverou desejarmos evidenciar a necessidade da pluralidade de idéias e manifestações públicas de tais idéias, sem qualquer brio, seja ideológico, psicológico ou emocional.

Quando há respeito à circunspecção (*3), diplomacia, bem como mesmo expressão fraterna entre amigos ou correligionários, sejam do meio religioso, do campo científico afim, do partido político ou mesmo de uma escola filosófica, que neste padrão se encontram para palestrar, debater, polemizar temáticas, descobrimos, através desta experiência, a dignidade máxima do ser humano: discordar sem guerrear, manifestar sua individualidade sem cisões da coletividade; bem como percebemos, destarte, que podemos ser nós mesmos sem ferirmos o eu do outro, constituindo um “nós” não-uniforme – porque a uniformidade implicaria desrespeito à singularidade de cada indivíduo –, um “nós” complexo, dinâmico, com todas as multifacéticas manifestações originais de cada personalidade.

Encontremos, nestes exemplos, um estímulo a que os apliquemos, em nossa intimidade doméstica, como no circuito de nossas atividades profissionais, quanto tais companheiros, da família e do trabalho, permitam seja isto feito.

Agradeço mui gentilmente as palavras encomiásticas dirigidas à minha pessoa, de que não me sinto merecedora de modo algum, apenas aqui me apresentando na condição de professora, e despeço-me, servidora humílima,

Mãe e mestra de todos,
Eugênia.
(Mensagem recebida psicofonicamente pelo médium Benjamin Teixeira, ao término da reunião pública de 3 de setembro de 2006, no Espaço Emes, Aracaju, Sergipe. Revisão de Delano Mothé.)
(*1) Esta mensagem me foi transmitida pela mestra desencarnada, ao término da reunião pública em que ela me pediu chamar ao púlpito três autoridades do mundo jurídico em nossa cidade, presentes à palestra, para controverterem publicamente sua opinião, manifestada por meu intermédio (a mesma que já foi sustentada por Chico Xavier), de reduzir a maioridade para responsabilidade criminal ao piso de 14 anos, em vista da precocidade crescente de nossos jovens, bombardeados por informações, desde cedo. Eugênia interrompeu minha fala, após a discordância de duas das três figuras que nomeei publicamente, manifestada por um aceno à distância (nosso público chega a reunir 900 pessoas), e, em respeito à complexidade da temática, pediu que eu abrisse espaço para que elas viessem, ainda que em sumárias palavras, exprimir claramente seu ponto de vista sobre o assunto. As meritíssimas juízas de Direito Criminal Dras. Iolanda Guimarães e Tatiane Chagas e a Professora de Direito Penal e Defensora Pública Dra. Márcia Cavalcante (entre integrantes do Ministério Público e Advogados, além de outros magistrados que compareciam no dia azado) foram guindadas ao microfone, para polemizarem a questão, em maravilhoso padrão de respeito à mentora, já que as duas últimas discordavam de sua opinião. Este tipo de postura da nobre e preclara mestra espiritual, principalmente no meio religioso, nesta era de fanatismos e delírios genocidas, sem dúvida precisa ser seguido com ardor e disciplina.

(*2) Lamentavelmente, por conta de sobrecarga de funções, tanto de minha parte como da do revisor, não nos foi possível, neste fim de semana, publicar mensagens novas. Até segunda ordem (dos bons espíritos), manteremos a programática de atualização de mensagens psicografadas neste site também em feriados e fins de semana.

(*3) A autora espiritual quis dizer, com o termo, moderação nas manifestações emocionais, vez que, lamentavelmente, em matéria de temas delicados, costuma-se esquecer a isenção e o “distanciamento” indispensáveis a um raciocínio indene de tendenciosidades de caráter pessoal.

(Notas do Médium)

Desde que a nova versão do site surgiu, existem algumas funções adicionais que estão operacionais, como a “Notícia da Semana”, normalmente subscrita pela grande jornalista sergipana Thaïs Bezerra, e a “Agenda”, anunciando os próximos eventos a serem realizados pelo Projeto Salto Quântico (afora as atividades cotidianas que habitualmente estão em vigor, toda semana – que você pode acessar pelo ícone “Atividades”). Clique, divirta-se, inspire-se e informe-se.

Equipe de Divulgação.

Fonte: http://www.saltoquantico.com.br