“O amor lúcido liberta, não aprisiona jamais.
O amor esclarece, não condena em hipótese alguma.
O amor educa, nunca se vinga.
O amor fomenta o crescimento do ser amado, em todos os sentidos, em vez de se converter em posse sobre ele.

Haverá necessidade, por muito tempo ainda, no plano físico terreno, de prisões restauradoras, sistemas judiciários, processos punitivos de dissuasão do mal e contratos civis de proteção aos direitos individuais. Todavia, enquanto a civilização da Terra não chega aos pináculos da excelência, no espírito de fraternidade e cooperação mútua, entre pessoas e povos, nada impede que cada criatura, visando potencializar a própria e a felicidade alheia, comece a aplicar, quanto antes e quanto possível, os princípios do amor lúcido em sua existência, quer seja em relação a filhos, cônjuges, amigos ou estranhos.

Para ser feliz, rompa com os grilhões da fantasia de poder e propriedade sobre os semelhantes. O sistema de amor autêntico alimenta, faz florescer e felicita, simultaneamente, todas as partes envolvidas nas trocas amorosas. É a ausência do amor que engendra a tirania, o preconceito, a maledicência e toda forma de castração da singularidade humana, da originalidade a que cada indivíduo tem direito, por outorga inalienável do(a) Criador(a).”

MARIA
Intermediação do Espírito Eugênia-Aspásia
Médium: Benjamin Teixeira de Aguiar
13 de setembro de 2014

Veja outras Mensagens de MARIA SANTÍSSIMA