Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Quando sentir a mente periclitar, a ponto de degringolar para a completa pane; quando se supuser à beira do colapso nervoso, quando se achar ameaçado pela total bancarrota das emoções, faça pausa para reflexão, e pense um pouco em quanto tem a agradecer.

Parece ser essa uma saída simplista; todavia, quando se está a ponto de explodir de tensão, suavizar-se, por perceber como a tensão não é necessária, constitui um ótimo caminho para descomprimir a mente, abrindo um vazadouro para a pressão psíquica.

Normalmente, sofre-se muito, por se estabelecerem expectativas excessivamente elevadas para si e para as atividades que estão sob a própria responsabilidade. Aprender a viver com pouco, muito embora, paradoxalmente, deva-se continuar ambicionando o progresso, é de capital importância para o restabelecimento da paz, mesmo para a sobrevivência psíquica na selva das injunções modernas, e principalmente para a viabilização da felicidade.

Usufrua do que já tem e do que já é. Claro que deve esperar e trabalhar por galgar patamares mais subidos de evolução. Entrementes, enquanto esses momentos ridentes do futuro não chegarem, congratule-se pelas conquistas já efetuadas até o presente. Não é possível felicidade sem gratidão, porque gratidão, antes de ser um valor moral, consiste numa capacidade perceptiva de notar o que já existe, o que já se pode aproveitar, a alegria, a ventura, a realização que já são atuais, e não potenciais, como os projetos que são delineados, mas que, por mais acertados sejam, não saem do capítulo das probabilidades. Gratidão é o sentido de proporções que insere o indivíduo, de fato, no quadro da realidade. É por falta dela que vastas populações humanas vivem obcecadas pela reclamação, cercadas de milagres da tecnologia, dos avanços sociais e de aberturas culturais inimagináveis até bem pouco tempo atrás.

Pare, tornamos a sugerir, e reflita: Você realmente não tem motivos para, mesmo que parcialmente, sentir-se feliz? Seja honesto, abandone os complexos de vítima, de culpa e de inferioridade, bem como relegue à retaguarda de uma era de angústia as neuroses do pessimismo e da desconfiança, e verá que os valores que o envolvem enriquecem-lhe a vida de mil benesses, e que somente um princípio de psicopatia justificaria o seu não-reconhecimento.

Saia da neura da reclamação sistemática. Reivindique, proteste, lute por seus direitos, faça valerem seus ideais, seus princípios, realize seus sonhos. Todavia, no intervalo dessas iniciativas, experimente gozar a vida. Viver não é protestar: é viver. Parece que esse nosso enunciado é muito óbvio, mas, lamentavelmente, poucas criaturas humanas na Terra podem ser completamente inclusas na categoria dos que, na plena acepção do termo, realmente vivem.

(Texto recebido em 15 de agosto de 2000. Revisão de Delano Mothé.)

Convite:

4 FENÔMENOS ESPETACULARES.

4 ilustrações de arrepiar, sobre 4 fenômenos espetaculares, além de uma surpresa ímpar, com extraordinária incorporação de Eugênia gravada. Não dá para perder a reunião pública do Salto Quântico deste domingo, 7 de dezembro. Às 19h30, no “Mega Espaço”, Rua Nossa Senhora das Dores, 588. Ministração de passes, a partir de 18h50. Atendimento fraterno (para você desabafar ou se aconselhar com alguém preparado), após a preleção. Evento angariando recursos para a exibição do programa Salto Quântico, em rede nacional de televisão – CNT, 15h30 de sábados (horário de Brasília); 9h de sábados (horário de Aracaju), apenas em Sergipe, Aperipê TV –, divulgando a salvadora mensagem da imortalidade da alma e da cobertura e inspiração da Espiritualidade Superior aos que fazem por merecer. A primeira visita tem sempre cortesia garantida. Informações adicionais pelo telefone 3041-4405.

Equipe Salto Quântico.

 

ENCONTRO ESTADOS UNIDOS/BRASIL do PENSAMENTO EUGENIANO.

por Thaïs Bezerra (*).

Benjamin Teixeira parece que gosta de brincar com a palavra impossível. Diz ele, sempre com muita firmeza, tratar-se isso de um sinal do quanto é assistido por “Gênios do Plano Sublime de Vida”, os bons espíritos, explicitando, invariavelmente, o nome do Ser de Luz, a grande mestra desencarnada, “Eugênia”. O médium está agora nos Estados Unidos da América, acompanhado de mais 7 amigos, sendo que 5 deles comporão um seminário que durará toda a tarde deste domingo, 7 de dezembro, na cidade de Bridgeport, no Estado de Connecticut. Cristiane Carmelo, que integra o grupo do palestrante internacional, disse-me que, além de muito instrutivo e surpreendente, o périplo de conferências norte-americanas de Benjamin deste ano (o orador vem fazendo visitas com este fim aos EUA desde 1996) tem sido muito divertido, desde o vôo para a América. Os 7 amigos seguem o famoso médium sergipano (um dos mais conhecidos do país), em cada uma de suas apresentações (Benjamin tem proferido outras preleções e realizado reuniões mediúnicas, além da participação no seminário), e não deixam de curtir a tentadora “Big Apple”. Angela Novaes já recebeu o prêmio honorário de a mais animada da trupe. Rita Trindade, Ph.D. em Microbiologia, seguida do esposo Sérgio, mantém-se impecável em seus trajes de inverno, preocupada em fazer sua participação no Encontro de modo acadêmico. Vandinar Medonça tem-se revelado disposta a todos os programas de Manhattan, apesar do ar de dama da Roma Antiga. Delano Mothé, como um monge erudito, ri de tudo e não fala quase nada, mãozinhas postas para trás, sem sair da linha. Liza Pimentel, a mascote da turma, tem dado trabalho para ser convencida a voltar à pátria Tupiniquim. “New York é perfeita, mas faltam o Salto Quântico e Eugênia. Assim, fico com Aracaju, lamentavelmente…” – e caiu na gargalhada, arrastando um coro de risos entre os companheiros de viagem. No mesmo padrão de bom humor, saiu-se Benjamin com esta, em resposta à tirada de Liza: “São Paulo, o grande divulgador do Cristianismo, vivia cercado de santas mulheres. As que me acolitam não são tão santas, mas este divulgador das idéias espirituais de Eugênia está bem longe de ser um São Paulo…” Nova explosão de gargalhadas da turma. Benjamin já estará de volta à terrinha, ao fim desta semana, realizando ele mesmo a palestra de domingo. Provocando-nos a curiosidade, o conhecido escritor revela uma ínfima parcela do que acontece com ele, em suas vivências paranormais nos USA, na mensagem que está no “Destaque” (acesso livre a não-assinantes), na interface do seu site: www.saltoquantico.com.br. Impossível? Bem, como declara o próprio Benjamin, citando o mesmo São Paulo, ao final de todos os seus programas de TV: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”

(*) Numa especial concessão de gentileza, a célebre jornalista e colunista sergipana Thaïs Bezerra enviou ao nosso editor, Delano Mothé, o material que irá ao ar, neste domingo, em seu prestigiadíssimo semanário, para que nós, amigos, colaboradores, fãs e alunos deste grande educandário de Luz, o Salto Quântico, possamos prelibar e partilhar, desde já, as alegrias da disseminação da verdade, levada a efeito por nosso professor coletivo, canal de Eugênia e da Espiritualidade Sublime, e por um grupelho íntimo de amigos mais chegados.

(Nota da Equipe)