Leia na íntegra: “A desgraça inevitável dos(as) inimigos(as) das Obras Divinas”