(Transmissão NACIONAL DIÁRIA, em DOIS HORÁRIOS, do programa Salto Quântico, para um público potencial de 10 MILHÕES de telespectadores, pelo canal 10 da Sky: às 7h30 e às 10h – Celebração do Centenário de Nascimento de Chico Xavier, dos 20 Anos de Atividades Públicas do Instituto Salto Quântico e do 153º natalício de “O Livro dos Espíritos”.)

Prezados Irmãos em ideal espiritista, incluindo os digníssimos Senhores dirigentes de Casas Espíritas e demais lideranças no País, componentes da Sagrada Doutrina Espírita-Cristã, bem como amigos e amigas simpatizantes da Causa Espiritual em todo o Brasil, companheiros e companheiras espiritualistas (mas não kardecistas), pertencentes a qualquer ou a nenhum credo religioso convencional:


Comprovação da Imortalidade da Alma.

Em ícone especial de nosso site (www.saltoquantico.com.br), facilmente encontrável na coluna da direita de sua interface, denominado ”Provas da Imortalidade da Alma”, há depoimentos de dezenas de pessoas de idoneidade inconteste e sanidade mental óbvia, homens e mulheres responsáveis, gente instruída e lúcida, de todas as categorias profissionais, bem como de formação acadêmica e faixas social ou etária diversas, a darem seus testemunhos, em torno da legitimidade do fenômeno mediúnico e da realidade do Mundo Espiritual. Todos os arquivos audiovisuais são gratuitamente acessíveis a quem deseje pesquisar. Este material, disponível a estudo e observação, cresce semana a semana, com postagens adicionais de testemunhos novos (dando-se preferência a indivíduos que ainda não apresentaram seu depoimento público), gerando uma massa acachapante de dados que dificulta, progressivamente, a utilização de alternativas à explicação do fenômeno e evidencia esta realidade: a pura e simples manifestação de Inteligências despojadas de organismos físicos a fazerem uso do veículo mediúnico para se exprimirem no domínio material de existência.


Grandes Tradições Espíritas e Ecumenismo Cristão
.

Temos seguido as tradições mais puras do Movimento Mundial de implantação da fé racional (e com alicerces científicos, quanto possível) na sobrevivência da consciência humana à morte do corpo físico, como fizeram os demais médiuns da História do Espiritismo, que deram evidências públicas da autenticidade do intercâmbio interdimensões, e, mormente, de modo incomparável, o Apóstolo Santo de Pedro Leopoldo e Uberaba, Francisco Cândido Xavier. Para os curiosos sobre imbricações complexas com o Espiritismo, na visão ecumênica e transreligiosa de nossa Instituição, há também as opções, igualmente franqueadas ao navegador de internet, do conteúdo dos ícones: “Fenômeno do Sol” e “Fenômeno do Sangue”. É a fé cristã, com bases racionais, atualizada e respaldada em fatos, que se traz, rediviva, em sua pureza simples e original, para o século XXI, assim como foi feito nos séculos XIX e XX, por seus respectivos epígonos, dentro da abordagem espiritista e medianímica. Nesta era de tanto desnorteamento, de crise de valores e de costumes, de ausência de propósito para viver, com a pandemia das drogas a se alastrar em camadas gradualmente mais precoces de adolescentes e pré-adolescentes, entre tantas outras enfermidades psicológicas e morais do tecido social, no rastro da militância de ateísmo e materialismo, de um lado, e da pregação de conceitos anacrônicos, de outro, na base do fanatismo e do dogmatismo cristão ortodoxo, nenhuma causa parece mais urgente e visceralmente importante…


Nossos Motivos Aqui.

Lastreados e movidos pelos mais altos ideais cristãos de fraternidade e auxílio mútuo, vimos, por meio desta, convidá-los a se unirem à nossa Casa, no próximo domingo, 18 de abril, por ocasião da celebração de 153º aniversário de publicação do livro base de nossa Filosofia de Vida ou “Doutrina Espírita” (como a maior parte dos caros confrades prefere denominar): “O Livro dos Espíritos”. Neste mês ainda, comemoramos o centenário de nascimento do Apóstolo brasileiro do Espiritismo no século XX, Francisco Cândido Xavier, e os 20 anos de primeira publicação, na imprensa comum, de artigo de nossa lavra espiritual, por psicografia do porta-voz encarnado – que, à época, ainda não assinava as páginas recebidas psiquicamente. É, assim, um período festivo que bem nos constitui motivo para estreitarmos laços de afeto sincero e permuta genuína de ideal pela causa espiritista, ainda que sempre nos afeiçoemos, por lidarmos com as grandes massas pela televisão, a uma visão mais ecumênica, universalista e, por assim dizer, transreligiosa (não por acaso um traço bem característico do próprio Mais recentesan Kardec, em seu perfil de abordagem escrita e falada, em seu tempo).


Atualização Obrigatória, por Princípio
.

Muito embora pautemos nossa metodologia de divulgação pelos critérios de modernidade e atualização, conforme nos determina a consciência, o bom senso e os crivos de lógica, racionalidade e lucidez, na adequação de conceitos, e mesmo os princípios de sabedoria e maturidade psicológica, assim como, outrossim, instruíram-nos fizéssemos o ínclito Codificador e seus egrégios Mestres Desencarnados, com o alerta de que deveríamos acompanhar a Ciência, onde esta entrasse em contradição com a “Doutrina”, sentimo-nos, ainda e sempre, os mesmos irmãos de fé, alicerçados nos mais belos fundamentos de revivescência do Cristianismo, em sua pureza original.


A Mais Antiga e Maior Obra de Divulgação do Espiritismo pela Televisão
.

Nosso trabalho – como os amigos não desconhecem – atende aos mais significativos apelos de divulgação de nossos princípios, deontologia e conceitos libertadores, por todas as gentes, respaldados nas palavras luminíferas de Emmanuel/Chico Xavier, quando nos lecionaram: “A maior caridade que se pode fazer à Doutrina Espírita é a sua mesma divulgação”. Produzimos o mais antigo programa da televisão brasileira, na temática espírita, ininterruptamente no ar, desde janeiro de 1994 (para todo o país desde 1996), e nos encontramos, atualmente, em transmissão nacional diária (em dois horários: 7h30 e 10h), pelo canal 10, da Sky, o quarto canal nacional de TV, que nos veicula a programação televisada para todo o território pátrio – os anteriores foram: TV Executiva, por parabólica, entre 1996 e 1998; TVE-Rio, entre 2001 e 2004; CNT, entre 2007 e 2009. O Instituto Salto Quântico, como sempre, prospera com ou sem a colaboração de terceiros, porque está sob tutela de Autoridades Espirituais muito acima de nós, interessadas na propagação e modernização de nossa salvadora “Doutrina” de felicidade e fé. Isso nos lembra os dizeres de Léon Denis, que também aplicamos à nossa Organização, de feição, reiteramos, transreligiosa – porquanto leva a palavra da Espiritualidade Superior bem além dos rincões do Movimento Espírita convencional, como tanto desejou nosso preclaro mestre Kardec dar ao Espiritismo um caráter que fosse além do de religião formal. Eis a famigerada máxima de Denis: “O Espiritismo avançará com os homens, sem os homens, a despeito dos homens”. Parafraseamos, assim, esses seus dizeres, como também os de Paulo de Tarso, que temos como mote de nossa Instituição, excerto de sua Epístola aos Romanos, capítulo 8º, versículo 31: “Se Deus é por nós, quem poderá estar contra nós?”


Maior Rigor com Oração e Cultos do Evangelho
.

Por isso (e não por qualquer valor ou virtude especiais nossos ou de nossos colaboradores encarnados), tantos vaticinaram o fim de nossa Instituição, e, graças às bênçãos do Altíssimo, seguimos pregando as bases da oração e da fé, a milhões de pessoas, pelo Brasil inteiro, propondo até mais disciplina que o habitualmente exigido em meios kardecistas tradicionais: os Cultos DIÁRIOS do Evangelho (uma das mais conhecidas “marcas registradas” de nossa Escola), em hora pré-fixada e à meia voz, nos mesmos moldes dos que os amigos confrades propugnam se façam apenas uma vez à semana (felizmente), em família. Solicitamos, também, 15 minutos (pelo menos!) dedicados exclusivamente à oração (e não enquanto se fazem outras atividades mecânicas, como compromissos domésticos ou cuidados com o asseio pessoal, práticas meditativo-oracionais estas que respeitamos e até recomendamos, mas que não excluem o momento único da busca por se ofertar integralmente ao Criador).


Diferenças Devem Confraternizar e Não Afastar Cristãos
.

Nossas diferenças, porém, não podem ser motivo para distanciamento, muito menos para acusações recíprocas de má-fé, má índole, ou até de má inspiração (isso é fruto tão óbvio de movimento articulado por pseudossábios de nossa dimensão de Vida, que nem precisamos argumentar muito), como se, mesmo propondo o bem em larga escala, estivéssemos colados a agentes do mal! Jesus clareou bem a questão: “Conhece-se a árvore pelos frutos”. Falamos para milhões de pessoas de imortalidade e prece, solidariedade e serviço cristão, há duas décadas! Como poderíamos estar manietados por Forças das Trevas? Disse-nos o Cristo, sobre este assunto, no magistral capítulo 3º de Marcos, no versículo 23 em particular: “Como pode Satanás obrar contra Satanás?” E aditou uma sentença inapelável para quem se movesse contra os que servem à Espiritualidade Sublime, em seus propósitos e atividades, acusando-os de conduzidos por potências das trevas: “Será culpado de um pecado eterno” (Marcos, 3:29). Façamos de nossas diferenças oportunidades ao exercício da tolerância, quiçá ao convívio democrático, se não à aplicação do respeito pela individualidade alheia, ou, se nenhuma dessas proposições valerem, no mínimo: ensejos à vivência do espírito de indulgência cristã. Mas o ataque indiscriminado, a calúnia sorrateira e o desdém soberbo são maquinações evidentes demais dos inimigos desencarnados de nossa Causa, para que percamos tempo em aqui argumentar, mais uma vez.


Acusações Indébitas e Criminosas
.

Tantas tolices nos foram imputadas, como motivos de desalinhamento com o melhor padrão do Espiritismo e de sintonia com as Esferas Superiores, no correr destes anos, e permanecemos em silêncio. Chegou o momento de falarmos, ainda que sumariamente. Devemos estar atentos às falácias disseminadas pelas hordas contrárias à propagação dos nossos ideais espírita-cristãos e também aos impulsos de despeito, ciúme e inveja (conscientes ou INCONSCIENTES), de alguns componentes de nossa Causa, incluindo líderes de destaque. Um fenômeno, por sinal, ordinário, com toda Obra genuinamente do Bem: o ataque sistemático e despropositado que se lhe faz. A História está repleta de exemplos deste deplorável vício humano, em todas as áreas de atuação onde possa haver beneméritos.


Divórcio em Kardec e Homossexualidade na Ciência
.

A defesa do divórcio está exarada no próprio livro mais religioso do Pentateuco kardequiano, “O Evangelho segundo o Espiritismo”, em peça magistral redigida pelo próprio Kardec, capítulo 22, item 5. Declarar natural a homossexualidade não só encontra respaldo nos dizeres luminares de Chico Xavier, em vários textos e falas suas a nos endossar, como ainda conta com o apoio de TODOS os setores da Ciência, passando pela psiquiatria, a psicologia, a sociologia e a antropologia. E já sabemos o que Kardec e os Espíritos Superiores ministraram-nos quanto a divergências entre textos clássicos espíritas e a Ciência (mas nos permitimos reiterar): “seguir-se a Ciência, em tais pontos”. Recentemente, um escândalo nacional aconteceu em torno da figura de uma psicóloga que declarou estar “tratando” homossexuais, no sentido de os “curar do homossexualismo”. A OMS, a Associação Psiquiátrica Norte-Americana, o Conselho Nacional de Psicologia, a Associação Médica Brasileira… não há um organismo sério de Ciência, dentro ou fora do país, que condene a homossexualidade.


Caprichos Pessoais, Prejudicando o Interesse Coletivo
.

Vemos, lamentavelmente, a cizânia mesquinha dos despeitos sem fundamento, quando a Causa é muito maior do que nossos interesses ou caprichos pessoais. Mas muitos agem movidos mais por ignorância do que por má vontade ou má-fé, sofrendo, por assim dizer, o efeito do “estouro da boiada”, atrelados a preconceitos que não percebem em si, cristalizados em automatismos de avaliação e julgamento de que se não dão conta. Principalmente por estes que não agem com intenções malevolentes, mobilizamo-nos, para que não assumam débitos desnecessários contra o Movimento de Disseminação do Espiritismo em “terras do Cruzeiro”.


Convite à Fala do Médium.

Nosso porta-voz encarnado fez, por ele mesmo, um convite enfático a todos vocês, no sentido da harmonia e da integração às nossas hostes de exércitos da Luz, nesta era de tanto materialismo e de ateísmo militante, de niilismo e desespero no consumismo exacerbado, convite este que consiste em gravação de áudio exposta, gratuitamente, em nosso site (www.saltoquantico.com.br) – ouçam-no, por gentileza. O título é: “A Fala Tocante de Benjamin Teixeira ao Movimento Espírita e aos Antipáticos à Causa do Instituto Salto Quântico, em Momento Histórico de Expansão da Obra do Sábio Espírito Eugênia”. Basta que o digitem no campo de busca automática, e facilmente encontrarão o tal arquivo de áudio.


Os Verdadeiros Adversários dos Espíritas.

Eu mesma, porém, quis escrever meu próprio manifesto em favor da vitória de nossa Causa, que é uma Causa de todos, e, em verdade, bem mais que isso: de Nosso Senhor Jesus e de Nossa Mãe Maior Maria Santíssima, a Quem, de fato, pertencem a Causa Espírita e, maior que esta, a Causa Cristã, de que se faz o Espiritismo Sua Cúpula abençoada de contemporaneidade. Enquanto verdadeiras corjas de farsantes mal-disfarçados de representantes de Nosso Senhor Jesus campeiam e prosperam, fundando igrejas evangélicas neopentecostais, a fim de espoliar gente pobre e locupletar-se vergonhosamente, na manipulação da boa-fé de pessoas de senso crítico limitado, perdemos tempo, energia e oportunidades preciosas de realização do melhor, com rusgas quase irresponsáveis e calúnias, diria mesmo, criminosas, uns contra os outros, no seio do que deveria ser “o Cristianismo redivivo em sua pureza original”.


Necessidade de União em Meio a Divergências Naturais; Lamento por Bezerra Não Ser Ouvido e Alerta Grave de Chico Xavier sobre Espíritas Desencarnados
.

Precisamos nos unir mais, nos ver mais como irmãos, a despeito de algumas divergências ideológicas ou metodológicas, que são naturais, já que constituímos um Colégio de Livre Pensamento e não uma religião organizada, com hierarquia estabelecida formalmente. A fala de Bezerra de Menezes, pela unidade do Movimento Espírita e por sua divulgação, ecoada por tantos e respeitáveis médiuns, em tantas décadas sucessivas, parece dissipar-se no nada… e isso, estimados irmãos, é, a dizer de modo muito simplificado, profundamente lamentável!… Recordemo-nos da revelação do médium entre os médiuns do século XX, Chico Xavier, mais uma vez, de quem tomamos a palavra, para endossar nossos graves alertas. Afirmou o grande missionário, por diversas vezes, a numerosos confrades, que nunca encontrou um espírita desencarnado em boas condições de consciência, por reconhecerem quão pouco fizeram à Doutrina que lhes prodigalizara uma imensidão de bênçãos!…


O Mais Medonho de Todos os Monstros e Males (Motivo Indireto para Contradições Mediúnicas); Inquisidores e Cruzados Reencarnados.

Cuidemos, amigos, de nos precatar dos tentáculos sinistros deste polvo mefistofélico que é o preconceito. Combater preconceitos é uma forma prática e em conformidade com a lógica atual de entender o Pensamento de Nosso Senhor Jesus, que convivia com prostitutas, homens públicos de má fama, chegando a declarar que muitos deles entrariam no “Reino dos Céus”, antes que Seus próprios discípulos (Mateus, 21:31). No Livro dos Médiuns, há o alerta de que os próprios Espíritos Superiores não ferem os preconceitos de seus canais encarnados, enquanto trabalham com eles – o que justifica a contradição de ditados mediúnicos sobre este ou aquele assunto mais polêmico. Aprofundemos nossos estudos, então – conforme nos propôs o egrégio Codificador –, porque, nos dizeres igualmente inseridos na Obra basilar do preclaro lionês, “a contradição é apenas aparente”. Hoje, vemos encaradas como naturais, dentro e fora do Movimento Espírita, atitudes que, há 50, 100 anos passados, eram consideras imorais, como as relacionadas ao tabu da virgindade antes do casamento ou à obediência e servilidade de esposas a seus consortes. O que, dentro de mais 50 ou 100 anos será visto como opressão abominável, e que é tido como virtude em nossos dias? Alguém duvida, dentro da Filosofia (ou Doutrina) que tem a evolução como seu busílis, de que isso ocorrerá (em bem menos tempo do que pensamos), e de que muitos de nós mesmos estaremos carpindo lamentáveis carmas, por conta de nossa arrogância tradicionalista ou conservadora, tentando deter, de modo inglório e deplorável, o comboio do progresso e da história, e, pior ainda: da Vontade de Deus, que deseja o avanço em todos os sentidos, inclusive o moral, na abertura dos costumes, na libertação de toda ordem de tabu castrador?

Estamos esquecidos – será – dos horrores perpetrados no transcurso da Idade das trevas, o período medieval da “santa” Inquisição e das “santas” Cruzadas? Não estaríamos, nós próprios, reencarnados, depois de perpetrar tantas atrocidades fisicamente contra nossos irmãos, dando continuidade aos mesmos impulsos, só que agora na plana filosófica, com a venal postura de discriminar e ver com maus olhos ou como perversão o que tão só é mais moderno?


O Marco Zero da Nova Era – Incorporação Pública, Debaixo de Luz Plena.

Nossa confraternização, no momento exato de nossa palestra pública semanal de domingo, terá início às 18h45, no salão de festas do Iate Clube de Aracaju, Sergipe, e deverei, eu mesma, ou um dos Amigos de nosso Plano, assumir o comando da preleção noturna, de modo ostensivo, por meio de psicofonia completa, como temos feito, ultimamente. Os que não estiverem em nosso Estado, e, portanto, não tiverem condições de fisicamente se fazer presentes, podem assistir à preleção por meio de nosso sistema eletrônico de emissão audiovisual via internet, em nosso próprio site, o que é oferecido todas as semanas, ao vivo – mediante a cobrança de pequeno valor monetário, com vistas à manutenção dos dispendiosos equipamentos eletrônicos que utilizamos para este feito, muito embora nossas palestras gozem de entrada gratuita, para os que a acompanham presencialmente.


Palavras Finais.

Contando com a presença não só dos queridos confrades, como de seus amigos, parentes, companheiros em ideal e das congregações espíritas por que porventura sejam responsáveis diante do Altíssimo – caso o amigo ou amiga seja um(a) dirigente espírita –,

Falando em nome da Comunidade dos Espíritos Superiores, em Seu departamento responsável pela disseminação das ideias espíritas, dentro e fora do Brasil (porque é para o país inteiro que falamos, há quase um quinto de século), inobstante me sinta falta de créditos para tanto, humílima e desprestigiada servidora que sou,

Irmã em Cristo,
Eugênia de Mileto Soubirous.

Aracaju, 9 de abril de 2010.

(Artigo psicografado recebido pelo médium Benjamin Teixeira.)

Se você é trabalhador ou frequentador de uma Casa Espírita, auxilie a Espiritualidade Sublime em seu ideal de unificação e divulgação dos ideais de Imortalidade, Comunicabilidade Interdimensões e Reencarnação, aos moldes atuais (como Kardec e os Espíritos Superiores assim o pediram: atualização contínua dos postulados espíritas aos costumes e novos conhecimentos humanos), encaminhe este e-mail à sua lista de confrades e confreiras, e mesmo seus amigos e familiares.

Clique aqui e baixe o arquivo da minipalestra proferida por Benjamin Teixeira, que a Grande Mestra Eugênia sugeriu, em seu artigo acima.


Ajude a santa e sábia mestra espiritual Eugênia a disseminar Suas ideias de sabedoria e amor; e, com isso, tornar o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.