Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Aquela moça que passou desavisada, e não o cumprimentou:

1) Poderia estar distraída.

2) Poderia estar muito mal e não quisesse ser grosseira com você, no estado de espírito em que se encontrava, assim evitando falar-lhe.

3) Poderia estar envergonhada.

4) Talvez, de fato, não estivesse disposta a acenar para você.

Seja como for, porém, cabe-lhe sempre o dever da tolerância e da caridade, fazendo-se gentil e fraterno em todas as circunstâncias, porque, ainda que aquela pessoa o odeie, deve você estar sempre aberto ao perdão e à conciliação, enviando-lhe mensagens de paz e reconforto que lhe tranqüilizem a alma dorida, porque nunca saberá você a que vertigens de dores ocultas terá sido ela conduzida para assim se encontrar, consternada e amarga.

(Texto recebido em 31 de outubro de 2004.)