Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Seu coração se aperta de tristeza, porque viu-se repetindo um erro antigo? Não se condene. Transforme o deslize em aprendizado, para que não volte a incorrer na falha ou ao menos não da mesma forma.

Compense-se fazendo um bem ainda maior, na área do equívoco ou em outra. E siga adiante, de olhos voltados para o futuro, sabendo que Deus concedeu livre-arbítrio às Suas criaturas, para que errem, aprendam com seus erros, e, com isso, possam acertar com segurança, com a experiência adquirida, por conta dos próprios esforços e vivências. Se você se condena porque errou, portanto, está contra Deus.

Assimile a lição, emule-se a acertar em maior medida, e esteja em paz. Está tudo bem.

(Texto recebido em 29 de maio de 2004.)

(*) A partir deste sábado, 29 de maio, retornamos, por tempo indefinido, às publicações diárias de mensagens neste site, incluindo fins de semana e feriados, e não apenas em dias úteis, como tem acontecido, normalmente. Que isso possa perdurar.
(Nota do Médium)