mar
13
2015

Um lampejo sobre evolução.

Muitos se empolgam com paixões primárias, vulgares, fugidias. Decibéis ensurdecedores, sexo desbragado, vícios degradantes, embrutecimento dos sentidos, embotamento do coração…

Poucos se entusiasmam com as excelsitudes dos sentimentos, que se delineiam nos prazeres sensoriais mais singelos e atingem suas culminâncias nos êxtases espirituais indizíveis, descortinados aos seres mais enobrecidos…

A Providência e a Arte Divinas estão em toda parte…

Na pétala cariciosa de uma flor, no encadeamento prenhe de sentido intangível de uma composição musical inspiradora, no amor sublime que enlaça as almas…

Doutra sorte, está também nos rudimentos da beleza e da elegância, da bondade e da justiça, nos ensaios primordiais das criaturas em exercícios evolutivos incipientes, que igualmente se preparam para os voos espirituais mais altos do porvir…

A Sabedoria Suprema comparece inclusive, e talvez com extremos de maior Benevolência, nas forças da destruição educativa, da renovação inadiável que viabilize o medrar da felicidade de cada ser e o avançar de todos para a Unidade Cósmica Transcendente…

À medida que se desdobram os potenciais da consciência – gloriosamente destinada a se aprimorar ad infinitum –, mais e mais ela se habilita a desvendar, apreciar, desfrutar as Maravilhas Infinitas e Inefáveis da Criação… a fim de progressivamente oferecer seu contributo singularíssimo na cocriação sagrada com Deus e Sua Obra na Eternidade!…

Delano Mothé e Amigos espirituais.
12 de março de 2015.

Written by in: Delano Mothé |

Nenhum Comentário »

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Powered by WordPress