Banners de sabedoria

25 de setembro de 2019
 

MARIA Cristo Manifesta-Se no Parthenon da cidade astral de Athenas Mística

Nossa adorável Orientadora Espiritual Eugênia-Aspásia apareceu vestida em encantador traje de tom ciano, com leveza e graça sóbrias, assentando-se em sua poltrona de pedra, no Parthenon da comunidade espiritual de Athenas Mística.

Após sumários cumprimentos aos(às) presentes, concentrou-se e, em poucos minutos, passou a irradiar forte luminescência do tórax e da cabeça, até que toda sua imagem desapareceu e, sobre a grande massa de luz branca que se formou diante de nossos olhos, surgiu o Busto Sagrado da Mãe Maior da humanidade, Maria Cristo, que, com candura inefável, disse-nos:

A civilização terrena precisa, em caráter de urgência, vivenciar, cotidianamente, a experiência de devoção a uma Figura de Mãe Sublime. As pessoas necessitam apelar para a Maternidade Divina. Somente com a ideia-sentimento de confiança incondicional no Ser de Infinita Bondade, será possível resgatar-se essa humanidade desatinada da beira do precipício da autoextinção.

Medidas políticas, econômicas e sociais, por mais bem elaboradas e bem aplicadas, ou abordagens ecológicas, culturais e artísticas de vanguarda, para resolução de problemas complexos, da escala individual à global, não serão suficientes à solução da grave, crônica e multifacetada crise planetária em curso, se permanecerem no campo da mera intelecção. Urge haver uma campanha de incentivo a sentimentos de nobre expressão, à entrega irrestrita à Sabedoria e Amor Perfeitos do Ser-Maternal Todo-Amor que nos criou a todos(as).

Estamos cientes de que essa proposta soa poesia pueril, para a perspectiva obtusa e esquizoide, prenhe de sofismas cientificistas, do zeitgeist no plano físico de existência deste orbe. Todavia, em verdade, nossa postulação constitui a matriz da salvação do planeta. O modelo do domínio predador da natureza, da subjugação do ser humano pelo ser humano e do controle egoico do indivíduo sobre seu próprio corpo não é mais sustentável.

É inadiável aplicar-se, em massa e em termos significativos e duradouros, o paradigma do sentir, para melhor intuir e agir. Inteligir, sem envolvimento profundo do juízo de valor e do prisma do propósito responsável e coletivo, leva a perigosos emaranhamentos de confusão emocional, no imo das criaturas, e a conflitos interpessoais, em progressão exponencial, potencialmente apocalípticos…

Canalização de Eugênia-Aspásia (Espírito)
Mensagem de MARIA Cristo
Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
20 de setembro de 2019







Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: