Banners de sabedoria

14 de agosto de 2019
 

A medianeira de Fátima e a Mensagem urgente para a Terra

Eugênia-Aspásia apareceu-me trajada com sóbria e elegante indumentária à grega antiga – embora, como lhe é habitual, com muita distinção em cobrir todas as formas. Apontou-me um assento no caramanchão aonde costuma me levar, para entrevistas esporádicas com vultos ilustres – sabe lá Deus com que manobras psíquicas para possibilitar essas interações espirituais, contornando minhas limitações humanas. Disse-me, então, que eu receberia uma figura que nunca me houvera visitado: Lúcia dos Santos, a médium de Fátima, que foi intermediária de Maria Santíssima para o mundo, em 1917.

Acomodei-me, esforçando-me por me manter tranquilo, em estado de prece e meditação, a fim de eliminar inclusive os pruridos de ansiedade que ameaçavam assaltar-me, ante a perspectiva de conhecer a distintíssima irmã de caridade – e qualquer emotividade mais alterada poderia comprometer a sintonia para o intercâmbio misericordioso. Ato contínuo, Eugênia passou a me informar e orientar:

– Lúcia fará uso do português vernacular da Europa. Tenha cuidado, entretanto, para não se distrair com a grande semelhança que há entre o português europeu e o brasileiro, evitando, assim, confundir falsos cognatos ou canalizar expressões idiomáticas mais usuais em Portugal do início e meados do século passado. Apesar do esforço de nossa visitante por vocalizar sua comunicação e se colocar mais próxima a você, concentre-se na captação telepática, de modo a facilitar os naturais ajustes linguísticos. Ao registrar o que ouvir, traduza tudo, de antemão, para a terceira pessoa, em todos os tempos verbais e pronomes pessoais. Ficarei a postos, ao lado dela, participando do fluxo de transmissão da breve Epístola de Nossa Mãe Maior, para favorecer as elaborações conceituais que sejam necessárias, já que a alma santificada de Lúcia não porta refinamento intelectual para algumas sutilezas da Mensagem de que se fará portadora.

Achei extremamente criterioso, da parte da Mestra Espiritual, o cuidado de sugerir que fizéssemos, em tempo real, a adaptação da fala mediúnica para a versão mais moderna e corrente do nosso idioma. Como se houvesse chegado enquanto eu ouvia Eugênia, notei que já estava, à minha frente, a luminosa freira carmelita. Cumprimentamo-nos com polidez, e percebi que exalava da nobre interlocutora uma branda aragem de paz e harmonia, qual se fora leve brisa que se despregasse de sua personalidade diamantina.

Terminadas as rápidas e singelas demonstrações de apreço mútuo, a porta-voz da Mãe Sagrada da humanidade para o século XX ditou-me, com expressiva interferência de Eugênia, que lhe complementava as ideias, conferindo-lhes lastro de articulação mais apropriada, conquanto muito longe estivesse de qualquer ordem de complexificação dispensável:

– “Nossa Mãe Celeste pede se diga ao mundo que não é possível a felicidade, nem espécie alguma de paz e prosperidade no orbe, sem um pouco de desapego dos bens materiais.

As pessoas encarnadas na Terra andam muito aturdidas com a sobrevivência no plano físico de existência, a ponto de colocarem à beira do colapso, paradoxalmente, sua própria sobrevivência física no planeta. Não só no tocante à relação que entretecem com os ecossistemas, de que fazem parte, mas também no que concerne às interações internacionais e interpessoais.

Urge que o ser humano, em caráter de máxima prioridade, busque a vida-coração, pelas vias do sentimento, do dever, do seguimento-realização de tudo que seja indicado pela consciência de cada qual.

A oração, por outro lado, é sumamente importante, nesta inadiável busca, já que, somente por meio da prática sistemática da prece, poderá a criatura sintonizar o Céu, estando imersa no campo de entrechoques vibratórios que constitui o domínio de matéria densa.

Caridade e oração! Caridade e oração! Caridade e oração!”

Reiterou Lúcia essa última sentença, suavemente, como se estabelecesse um lema de vida, enquanto sua imagem se desvanecia diante de minha retentiva mediúnica.

Mensagem de MARIA Cristo
Intermediação de Lúcia dos Santos e Eugênia-Aspásia (Espíritos)
Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
8 de agosto de 2019





Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: