Banners de sabedoria

30 de abril de 2019
 

Grave alerta sobre a atual crise planetária

A Orientadora Espiritual Eugênia-Aspásia, no raiar da manhã deste sábado, pediu-me concentração especial, em virtude da profundidade e amplitude do assunto a ser abordado, passando-me, então, a impressionante e sublime Mensagem que lhe fora transmitida, poucas horas antes, pelo Anjo Maternal de nosso planeta, com especial tom de gravidade, em apropriadíssima consonância com a psicosfera de recolhimento e contrição sugerida pelo período pascal.

Narrou-me a doce e sábia Mentora Espiritual que a Grandiosa Figura de Mãe surgiu-lhe em forma de ciclópica esfera de Luz Solar, ladeada de outras, de menor dimensão, qual se A acolitassem na mística e relevante Comunicação, feita originalmente, é claro, em padrão telepático, padrão este que foi por Sua Emissária traduzido, quanto possível, para nossa paupérrima linguagem humana.

Sem consciência casada à inteligência, só há rota para a decadência, em parceria com a demência.

Agir com coração, com empatia, com espírito de fraternidade, de respeito aos sentimentos alheios, não é uma opção – constitui a única alternativa para se escapar da trilha da psicopatia, da perversão, da maldade, do abismo da loucura e da desgraça, em sua mais extensa e devastadora conotação, não necessariamente a curto prazo, mas inevitavelmente a médio e longo prazos, em termos individuais e coletivos.

A boa cognição não existe sem filtros morais. A inteligência artificial reproduz vários processos mentais humanos, alguns de modo potencializado. Animais apresentam, além dos instintos, rudimentos de emoções, que se assemelham a comportamentos primários de uma pessoa. Somente o ser humano, todavia, tem o crivo da avaliação, a perspectiva ética no proceder, o poder de enxergar valores, de conferir significados a eventos, de intuir propósitos para a existência, de discernir o bem do mal, em suas complexíssimas cambiantes e entrelaçamentos, em cada circunstância vivida.

Nenhum desses apanágios, que revelam a suma essência do melhor no ser humano, pode ser engendrado à base de raciocínios tão só lógicos, de cálculo imediato de interesse pessoal, de utilidade para a mera sobrevivência material ou de paixão desbragada pelo triunfo, na teia das relações sociais.

O ser humano é também contraditório, conflitivo, torturado, em seu longo processo de transição, com gradações infinitas, entre a animalidade e a angelitude. Imprescindível, no entanto, enxergar acima das sombras – às vezes densas – de limitações e falhas, no âmbito da personalidade e mesmo do caráter. É vital, para haver alegria, motivação e esperança, em meio ao caos da contemporaneidade, que se conquiste e se experiencie uma razão para viver, que se descubra a Luz do Algo Mais, além do “eu” ou do “meu”.

Há apenas uma saída para as angústias existenciais que atormentam as criaturas, na busca desse Algo Mais, além da subsistência física: a transcendência! E não há transcendência sem decência, compromisso, iluminação da própria alma, com a flama de um ideal de serviço ao bem comum, de uma vocação de bem-fazer que alcance o outro lado da cerca estreita do egocentrismo e seus desdobramentos devastadores, todos de cunho tribal e predatório, que vão do egoísmo de família biológica, passando pelo orgulho de casta profissional ou acadêmica e pela ganância desmedida de grandes corporações econômicas, até atingirem os delírios de porte maior, fomentadores de guerras e atrocidades em escala global, século sobre século: o nacionalismo e o etnocentrismo, seja de natureza linguística, geográfica, racial ou cultural.

Ou as comunidades terrícolas superam esse obsoleto e perigoso paradigma do pensar operacional de sobrevivência imediata, essa forma de ver o mundo tão tacanha, doente, esquizoide e desumana, ou a inteligência e a civilização tomarão rotas ainda mais teratológicas que as aberrações já vistas até hoje, desembocando no genocídio econômico e social geminado ao colapso do ecossistema planetário – dois demônios devoradores que, em não havendo mudança urgente de rumos da espécie, farão ruir o inapreciável e arquimilenar projeto humano sobre a Terra.

Mensagem do Anjo-Mãe
Intermediação de Eugênia-Aspásia (Espírito)
Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
20 de abril de 2019




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: