A “Blonde Venus” sergipana Thaïs Bezerra

19 de março de 2019
 

Instituto Salto Quântico no gigante Evento da ONU

Thaïs Bezerra

Começou na segunda-feira passada, 11 de março, o maior evento do mundo sobre empoderamento de mulheres e meninas. Mais de 9.000 inscritos, de 4.000 organizações de todo o planeta. No próprio dia 11, Benjamin Teixeira de Aguiar, o orientador espiritual de milhões de pessoas, em 185 países(!), compareceu à Assembleia Geral de abertura da ocasião solene, em que grandes autoridades das Nações Unidas e delegados de todas as nações por lá constituídas (quase todas da Terra) estavam presentes, incluindo o secretário-geral da ONU, António Guterres, que fez o discurso inaugural. Pela primeira vez comparecendo a um acontecimento dessa envergadura internacional, o Instituto Salto Quântico, fundado e presidido por Benjamin, recém-guindado à condição de órgão consultivo, com status especial, do Conselho Econômico e Social da ONU, teve passe garantido para o principal Evento, ao lado de dignatários das embaixadas de todo o mundo e de representantes de outras ONGs, enquanto os integrantes do Quantum Leap Institute, o braço do ISQ nos EUA, participavam de conferências paralelas, na própria sede mundial da prestigiadíssima Organização, em Manhattan, Nova York. “Foi um momento singular”, disse-me o líder espiritual que, segundo a maior rede social da atualidade, o Facebook, tem o maior trabalho mediúnico do globo, em número de seguidores, desde março de 2017. E continuou: “Apesar da natural formalidade da ocasião e da cacofonia de ideias e vibrações, eram claras as alvíssaras de uma nova era a raiar nos horizontes da humanidade, em quesito tão importante como o respeito e a valorização da feminilidade”. Benjamin, por meio do ISQ, o órgão consultivo que ele representa no ECOSOC da ONU, postulou às Instituições organizadoras responsáveis pelo Evento, antes mesmo de seu início, que “o desenvolvimento da cultura e da civilização humanas tem desdobramentos obrigatórios no âmbito da valorização de mulheres, de meninas e de tudo que seja concernente aos valores femininos da humanidade, sob pena de colocarmos em risco a sobrevivência de nossa espécie sobre o orbe”. De Aracaju para o mundo! Por sinal, meu irmão desta e de outras vidas está com os dias contados para seu retorno à terrinha, após sua mais longa estada nos EUA: 5 meses! Palestras públicas todos os domingos, no Espaço Emes, às 19h.

Nota publicada pela jornalista e colunista Thaïs Bezerra, em sua revista semanal no Jornal da Cidade, edição de 17/03/2019




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: