A “Blonde Venus” sergipana Thaïs Bezerra

25 de janeiro de 2018
 

Benjamin Teixeira de Aguiar completa 24 anos, ininterruptos, da primeira exibição de seu programa de TV, o mais antigo da televisão brasileira, na temática Espiritualidade

Thaïs Bezerra

Nesta segunda-feira, 22 de janeiro, meu guru iluminado Benjamin Teixeira de Aguiar completa 24 anos da primeira exibição de seu programa de TV, à época denominado “Além da Morte”. Hoje é o mais antigo programa da televisão brasileira, na temática espiritualidade, ininterruptamente no ar desde 1994 – um dos diversos trunfos alcançados por Benjamin e pela Espiritualidade Sublime de que ele se faz porta-voz. Com apenas 23 anos, o orientador de multidões já surpreendia pela profundidade e abrangência com que tratava o complexíssimo tema, respondendo a perguntas que lhe eram dirigidas por telefone, ao vivo. Um passarinho me disse que testemunhou o vexame de figuras da área espiritual aparecerem no estúdio só para se certificarem de que as perguntas realmente estavam chegando ao vivo, e de que Benjamin, portanto, não havia preparado as respostas, inclusive declarando abertamente esse propósito da visita de surpresa. Passado quase um quarto de século, muito mais experiente e maduro, sua inteligência brilha cada vez mais forte, como também a clareza e segurança com que canaliza mediunicamente “os Mestres e Mestras do Plano Sublime de Vida”. Seu trabalho compôs a tese de doutorado de uma socióloga neozelandesa, a Profa. Dra. Emma Francis Stone, além de ter sido material de estudo de um livro publicado pela Mestra em desenvolvimento Luciane Dias e também de várias pesquisas científicas conduzidas pela Profa. Dra. Rosilene Moretti e seu grupo de colaboradores. Por fim, as palestras do líder espiritual são acompanhadas ao vivo, em diversos países, e suas fanpages no Facebook têm mais de 4,6 milhões de seguidores, alcançando mais de 90% das nações do mundo. Neste domingo, o médium da Mestra Eugênia-Aspásia profere palestra aberta ao grande público, no Espaço Emes, às 19h. Vale o clichê: imperdível!

Nota publicada pela jornalista e colunista Thaïs Bezerra, em sua revista semanal no Jornal da Cidade, edição de 21/01/2018




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: