Benjamin Teixeira de Aguiar

28 de dezembro de 2017
 

Autocobrança injusta

Autocobrança injusta

Não cobremos tanto, de nós mesmos(as), velocidade e produtividade. Amiúde, sentimo-nos lentos(as) por estarmos trabalhando muito, no campo do inconsciente, assim como um computador, ao processar uma quantidade mais significativa de dados.

A qualidade de nossas ações e, sobremaneira, o teor de nossas intenções são os pontos mais importantes de humanidade e espiritualidade a avaliarmos em nós próprios(as).

Benjamin Teixeira de Aguiar e Amigos(as) Espirituais
New Fairfield (CT, EUA), 06/12/2017




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: