Espírito Eugênia-Aspásia

26 de julho de 2017
 

Da dor à glória

 

Sua dor – convite de Deus a que reflita sobre o que é mais importante para você e anda negligenciado.

Mesmo a dor física – que pode ser aplacada ou amenizada por um analgésico, mas que, em se fazendo sistemática, não dispensa uma visita a um(a) médico(a), para que se descubram eventuais causas orgânicas mais sérias – sinaliza, metaforicamente, na direção de questões profundas a serem reconhecidas, observadas e, quanto possível, resolvidas.

O que dizer, então, das dores da alma? Medos enraizados, angústias recorrentes, surtos “inexplicáveis” de tristeza…

Tanto quanto – ou mais ainda que – os sofrimentos de caráter mais material, os padecimentos psicológicos, mediúnicos (influências mentais externas indesejáveis) e mesmo os sociais (quais a inadequação ou o sentimento de inferioridade em relação a terceiros) são alarmes, com graus variados de “barulho” (urgência), a nos solicitarem atenção, reflexão, prece, meditação, ajuda psicoterápica, aconselhamento espiritual.

“Quem quiser Me seguir” (achar o caminho para a realização pessoal verdadeira) “tome sua cruz” (aceite, não reprima; abrace, leia e trate com critério, continuidade e profundidade seus problemas e sofrimentos) “e Me siga”… e descobrirá a rota legítima da felicidade autêntica, o Ideal, a vocação, a paz, a bem-aventurança!…

Eugênia-Aspásia (Espírito)
Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
Porto Alegre, 7 de julho de 2017




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: