Espírito Eugênia-Aspásia

22 de agosto de 2015
 

Como usar melhor a intuição?

Consulta ao Espírito Eugênia-Aspásia. Médium: Benjamin Teixeira de Aguiar.

Vamos resumir o assunto num feixe sintético que favoreça o didatismo, em tema simultaneamente tão complexo e profundo, além de urgente e essencialmente necessário ao cotidiano de toda criatura consciente.

Cada indivíduo deve auscultar a qualidade dos sentimentos envolvidos em determinada experiência intuitiva. Voragens emotivas primais, quais a raiva, o medo ou o desejo, tanto de supremacia como de ataque, podem eventualmente ser canais de intuições benevolentes; todavia, quase sempre constituem, configuram e/ou potencializam ímpetos bestiais, obsessivos ou tão só viciosos dos automatismos do ego, do corpo e da sombra psicológica.

Se detectamos impulsos ou expressões de altruísmo genuíno, de solidariedade ou fraternidade desvestidas de intenções ocultas de ganho pessoal, as intuições que espoquem dentro de tal contexto psicoespiritual são extremamente mais confiáveis, inobstante ainda e sempre passíveis de erro. Nunca, porém, descuremos do bom senso. Uma ideia do bem não pode ferir, frontalmente, princípios universais de lógica, decência e espiritualidade.

Espírito Eugênia-Aspásia.
Médium: Benjamin Teixeira de Aguiar.
13 de agosto de 2015.

(Consulta feita em palestra exclusiva para componentes de reuniões mediúnicas do ISQ. Resposta recebida por meio de psicografia pública.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: