Benjamin Teixeira de Aguiar

31 de dezembro de 2013
 

Orientações para pais, professores, psicólogos e conselheiros espirituais.

Áudio de Benjamin Teixeira de Aguiar, sob inspiração de seus Mestres Espirituais, em 06/12/2013.

Instruções para realizar o download

Áudio (MP3)

Reproduzir

Temas destacados:

– Períodos de incubação e reciclagem no Instituto Salto Quântico. Mudanças propiciadas pela permanência de Benjamin Teixeira de Aguiar nos EUA, por dois meses, neste 2013.
– Detalhes do processo inspirativo na fala de Benjamin.
– Razões para esta gravação ser apresentada publicamente na Palestra de domingo e a importância dos assuntos abordados.
– Observar os Sinais de Deus por toda parte.
– Características do perfil psicofônico de Benjamin.
– O interesse da Espiritualidade pelo bem coletivo e os “mandatos mediúnicos”.
– Bem-aventurança com paz e conflitos naturais da existência humana. Equilíbrio dinâmico.
– Educação de filhos e educandos.
– Modo correto de fazer elogios.
– A melhor forma de avaliar a própria psicologia e a de terceiros. Valores em potencial.
– Cultura doméstica, nacional, linguística etc. e suas influências sobre a educação.
– Como os povos americano e brasileiro encaram a agressividade.
– Genética, histórico evolutivo do espírito e o processo de reencarnação.
– Extremos opostos: a utópica visão da “tábula rasa” e o reducionismo do geneticismo.
– Por que alguns espíritos reencarnantes pedem deficiências genéticas.
– O conceito de “eternidade”.
– Amor condicional e incondicional, na relação de tutores com seus tutelados.
– Principais abusos comumente realizados contra crianças.
– O “orgulho positivo”.
– Autorreeducação e melhorias progressivas em gerações subsequentes.
– Diferença entre criticar uma pessoa e criticar sua atitude.
– Injustiça, imoralidade e perversidade no ato de comparar crianças e suas capacidades.
– Tipos de inteligência (Howard Gardner) e vocação.
– Controverso esclarecimento: criticar, sim, a pessoa em erro, e não apenas sua atitude errada.
– Grandes diferenças fisiológicas entre homens e mulheres, inclusive na utilização do cérebro.
– Introversão, extroversão e “linhas de eventos” existenciais.
– Assertividade como forma de canalização da agressividade.
– O que fazer com uma possível falha de caráter, estrutural ou conjuntural.
– Supervalorização de pessoas de perfil lógico vs. preponderância da intuição no sucesso profissional.
– “Ler-se” bem para poder “ler” bem os outros.
– Sombra psicológica, o “outro oculto” dentro de nós.
– A coragem de nos vermos como realmente somos, dentro do possível.
– “Uma circunstância, para ser devidamente compreendida, deve ser vista em retrospectiva” (Espírito Eugênia-Aspásia).
– Razões espirituais para os incêndios em bibliotecas na Antiguidade, sobretudo a de Alexandria.
– O enorme risco de uma hecatombe nuclear, no século XX.
– Administração de defeitos e limitações pessoais.
– Meritórias ações de soldados em campos de guerra, quanto de policiais no exercício de seu dever.
– As diversas tentativas de assassinar Hitler. A pena de morte em questão.
– Consequências do pragmatismo excessivo.
– Ser realista e lidar com fatos, sem racionalizações.
– Limites espirituais e limites físicos.
– Agressividade e assertividade, instinto de vingança, sadismo, perversidade e crueldade: suas diferenças e como lidar com índoles ruins de certas crianças.
– A necessidade da conscientização da totalidade do ser.
– Tendências estruturais e dificuldades em superá-las.
– Elementos culturais, genéticos e espirituais – o resultado deste entrelaçamento.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: