Diálogos com o Espírito Eugênia-Aspásia

15 de dezembro de 2010
 

A Nova Versão (mais lesiva) do Crack e da Cocaína: o “Oxi”.

[Em princípio, cancelara a ideia de ilustrar com esta grotesca e pavorosa imagem o presente diálogo entabulado com nossa Mestra Espiritual Eugênia. “Parece filme de terror” – respondeu-me Delano, quando o consultei sobre minha intenção de substituí-la por outra. Todavia, enquanto eu meneava a cabeça, anuindo às palavras de Delano, a própria Eugênia interveio e disse-nos: “Até filmes infantis apresentam imagens semelhantes, na atualidade… no campo da fantasia. É bom e justo que as pessoas vinculem, emocionalmente, horror às drogas, porque elas representam o verdadeiro terror…” Então, a imagem está aí. Mostrem a seus filhos adolescentes, por caridade a eles. (Quando o Grande Guia se referiu a filmes infantis, recordei-me imediatamente da figura aterrorizante dos “dementadores” em Harry Potter, bem como de uma entrevista cedida pela famosa autora britânica da série, em que, sendo interrogada, em tom crítico, sobre a significativa presença do mal em seus livros, afirmou convicta que isso constituía uma preparação do seu público infantojuvenil para a vida real. A propósito, Eugênia aquiesceu integralmente à assertiva, esclarecendo-nos, à época: “Trata-se de vacinas psíquicas ou espécies de fortalecedores do sistema ‘imunopsicológico’ da criatura, desde cedo, no caso do público infantil, quando os aprendizados são mais profundos”).]

Benjamin de Aguiar e Delano Mothé,
em diálogo com o
Espírito Eugênia.
(Médium: Benjamin de Aguiar)

(Benjamin de Aguiar) – Queridíssima Eugênia, Delano julgou o material da mídia desta semana desinteressante – com o que lamentavelmente concordei –, mas me assustou bastante o surgimento de um congênere do crack e da cocaína: o “oxi”, com efeitos bem mais lesivos, sobremaneira nos pulmões das vítimas, do que os das outras duas drogas já bem conhecidas. Para completar, ao que fiquei sabendo, pelo artigo que me trouxe a novidade, os efeitos buscados pelos viciados, para serem obtidos através do “oxi”, demandam uma dosagem muito mais alta do entorpecente (em relação ao que ocorre quando se fuma o crack, por exemplo), o que acelera a falência dos pulmões. Uma trágica e diabólica bola de neve. Você poderia nos dizer alguma coisa a respeito?

(Espírito Eugênia) – Lamentavelmente, em épocas de grande transição de valores e paradigmas, sobremodo na crise civilizacional e moral da atualidade, em que o mal perde espaço e está em seus últimos espasmos, nos estertores de uma era que se finda, vemos “aleijões” sociais a exacerbarem seus efeitos, no intento malfadado de se perpetuarem – podemos antecipá-lo: serão inglórios os seus esforços.

(BdA) – Mais alguma coisa, amada Eugênia. Você normalmente faz comentários mais longos…

(EE) – Cremos que tenhamos dito muito, em poucas linhas, precisando ser compreendida nas entrelinhas a matriz que acima apresentamos, bem como aplicada a outras situações de transição, inclusive as de caráter individual, pelo que nos remetemos ao ditado popular: “A noite é mais escura na iminência do despontar dos primeiros raios de sol”.

(Diálogo mediúnico travado em 12 de dezembro de 2010.)


Ajude a santa e sábia Mestra Espiritual Eugênia e Seus Amigos igualmente Mestres Desencarnados a disseminarem Suas ideias de sabedoria e amor, e, com isso, tornarem o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.

Se você está fora de Sergipe, pode assistir à palestra de Benjamin de Aguiar, ao vivo, aqui mesmo, pelo nosso site, mediante uma colaboração simbólica, destinada à manutenção dos equipamentos utilizados na transmissão via internet. Para acessar-nos, basta que venha até cá, às 19h30 de domingos, horário de Aracaju (20h30, no de Brasília), e siga as instruções aqui dispostas no próprio domingo, em postagem específica. (Lembramos que a entrada, para quem quiser assistir presencialmente, é gratuita.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: