Benjamin Teixeira de Aguiar

29 de novembro de 2010
 

A Solitude que Conduz à Solicitude.

(Mensagens Mediúnicas Pessoais – 36)

Benjamin de Aguiar e o Espírito Eugênia.

Não há de que, tão querida (…). Por sinal, nossa adorada Eugênia – que me aparece lindíssima, em tela mental, à minha frente (contrariada, mas bem-humorada, por eu expô-la tão bela) – pede para lhe dizer que não se preocupe: nada tem a ver com “feiura ou idade” a sua questão, já que você passou a semana toda “com isso remoendo no juízo, por uns dez dias pelo menos”, como sendo os motivos pelos quais você não estaria arranjando um namoro decente e fixo.

Às vezes, por outro lado, somos seletivos, porque temos que ser seletivos mesmo. Ela me fala que você considerava este como um outro motivo, o terceiro, para que você estivesse “só”, e pede para lhe aditar com veemência: “A Divina Providência nos reserva amiúde períodos de solitude, para que possamos desenvolver a solicitude, em mais amplas e profundas medidas.” Ou seja: parece nos faltar o amor, por fora, para que o façamos medrar por dentro de nós mesmos – a verdadeira e inestancável fonte de amor. Aí, então, o amor, “até mesmo o romântico-conjugal, justamente quando ele passa a ser dispensável, pode aparecer, sem criar problemas para nosso processo evolucional”.

Seu amigo e “sua mãe e professora Eugênia”.

(Textos redigido e recebido – nos seus respectivos trechos: do médium e, entre aspas, da Autora Espiritual – em 20 de novembro de 2010.)


Ajude a santa e sábia Mestra Espiritual Eugênia e Seus Amigos igualmente Mestres Desencarnados a disseminarem Suas ideias de sabedoria e amor, e, com isso, tornarem o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.

Se você está fora de Sergipe, pode assistir à palestra de Benjamin de Aguiar, ao vivo, aqui mesmo, pelo nosso site, mediante uma colaboração simbólica, destinada à manutenção dos equipamentos utilizados na transmissão via internet. Para acessar-nos, basta que venha até cá, às 19h30 de domingos, horário de Aracaju (20h30, no de Brasília), e siga as instruções aqui dispostas no próprio domingo, em postagem específica. (Lembramos que a entrada, para quem quiser assistir presencialmente, é gratuita.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: