Espírito Matheus-Anacleto

29 de setembro de 2010
 

Ânimo, Camarada!

[Cabos submarinos – utilizados desde o século XIX, à época apenas para transmissão de dados telegráficos – deitados no leito dos oceanos: um ato de ousadia assombrosa para a engenharia daqueles dias. (Nota do Médium)]

(Sinopses de Sabedoria – 24.)

Benjamin de Aguiar,
pelo
Espírito Anacleto.

Não te aflijas, ante as resistências do mundo de carne à Fala de Sabedoria Eterna do Espírito.

Recorda do tempo em que as comunicações entre longas distâncias eram feitas por telégrafo, amiúde por meio de inacreditável cabeamento submarino, debaixo dos oceanos, o que foi posteriormente utilizado na telefonia nascente.

Reporta-te a época ainda mais recuada e permite-te assombrar-te com as comunicações através de códigos primários, pela movimentação de bandeiras ou bafejos de fumaça, em fogueiras encarapitadas no pico de montanhas, a dado espaço de quilômetros, quando não transmitidas por intermédio de mensageiros a cavalo ou mesmo em corridas a pé, d’onde surgiu a famigerada história que deu origem às maratonas modernas, do estafeta que desencarnou, exausto, após 42 km de ininterrupta e desabalada correria.

Muito mais recentemente, oradores precisavam contar com a potência do próprio aparelho fonador, para se fazerem ouvir ante plateias a céu aberto, com pouca ou nenhuma acústica ambiente; e livros ou mesmo panfletos libertários eram impressos às escondidas, na calada da madrugada, pondo em risco de morte seus autores corajosos, inúmeros, de fato, executados, sumariamente, pelo crime de discordarem do “status quo” político-cultural de seu tempo.

Em contraste, vê que podes conduzir a mensagem do Senhor-Senhora, seja pela internet, pela televisão, pela radiofonia ou pela imprensa, a milhares de pessoas, a um só tempo. Dessarte, agradece (em vez de te amuares) pelas bênçãos ímpares dos recursos hoje ofertados, pela tecnologia de comunicação à distância – seja de massa ou individual.

Lembra-te, outrossim, do término angustiante de vida de grandes missionários do Bem, que pareciam de todo derrotados, no momento supremo de seus decessos carnais (o Próprio Cristo, exemplo Máximo deste princípio), mas que constituíram, com a própria morte, a semente fertilizante de renascimento e expansão, para a obra ou mensagem de que se fizeram vexilários no mundo.

Não te impressiones com as aparências. A força das grandes mudanças costuma apresentar-se, num primeiro momento, de modo sutil (quase risível em seu poder de transformação), mas traz, em seu bojo, verdadeiras revoluções paradigmáticas, sobremaneira quando se faz, realmente, alinhada com o Plano Sublime de Consciência – de acordo com a Vontade de Deus!…

(Texto recebido em 29 de setembro de 2010.)


Ajude a santa e sábia Mestra Espiritual Eugênia e Seus Amigos igualmente Mestres Desencarnados a disseminarem Suas ideias de sabedoria e amor, e, com isso, tornarem o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.

Se você está fora de Sergipe, pode assistir à palestra de Benjamin de Aguiar, ao vivo, aqui mesmo, pelo nosso site, mediante uma colaboração simbólica, destinada à manutenção dos equipamentos utilizados na transmissão via internet. Para acessar-nos, basta que venha até cá, às 19h30 de domingos, horário de Aracaju (atualmente alinhado com o de Brasília), e siga as instruções aqui dispostas no próprio domingo, em postagem específica. (Lembramos que a entrada, para quem quiser assistir presencialmente, é gratuita.)





Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: