Espírito Eugênia-Aspásia

10 de agosto de 2010
 

No Desencarne de um Ente Querido Enfermo e Idoso.

(Mensagens Mediúnicas Pessoais – 35.)

Benjamin de Aguiar
pelo
Espírito Eugênia.

Querida (…):

Às vezes, a perda do corpo físico é o melhor presente que se pode conceder a alguém que se encontre muito enfermo e/ou avançado em anos na matéria. A dádiva da saúde pode surgir pujante, no corpo perispiritual, quando o veículo orgânico de carne não pode mais ser reparado. Sua mãezinha biológica está sob nossa direta supervisão, e passa bem, em hospital de nossa dimensão de Vida. Em tempo, providenciaremos encontros fora do corpo, entre você e ela, e a amiga então acordará com a convicção de que esteve com a genitora da encarnação que ora desfruta.

Sua mãezinha não sofreu absolutamente nada na passagem para cá. Sua longa enfermidade no organismo biológico favoreceu-lhe uma ótima transição para nosso Plano.

Agora, estimada (…), você é convidada a ser, mais do que já começou a se tornar, uma “mater mundi”, uma “mãe de todos” (numa tradução grosseira), a começar por se fazer mãe de si mesma, pois que a ausência de alguém que nos era caro, no âmbito externo de nossa existência, indica que devemos interiorizar e consolidar o mesmo valor, portas adentro de nossa própria alma.

Beijo no seu coração bom e no de seu bebê-homem (…), a quem também quero muito bem.

Sua mãe e professora Eugênia.

São Paulo, 28 de julho de 2010.


Ajude a santa e sábia Mestra Espiritual Eugênia e Seus Amigos igualmente Mestres Desencarnados a disseminarem Suas ideias de sabedoria e amor, e, com isso, tornarem o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.

Se você está fora de Sergipe, pode assistir à palestra de Benjamin de Aguiar, ao vivo, aqui mesmo, pelo nosso site, mediante uma colaboração simbólica, destinada à manutenção dos equipamentos utilizados na transmissão via internet. Para acessar-nos, basta que venha até cá, às 19h30 de domingos, horário de Aracaju (atualmente alinhado com o de Brasília), e siga as instruções aqui dispostas no próprio domingo, em postagem específica. (Lembramos que a entrada, para quem quiser assistir presencialmente, é gratuita.)





Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: