Espírito Irmão André

9 de agosto de 2010
 

Respeito ao Próprio Nível Evolutivo (na medida certa, com esforço e disciplina, mas também com humildade, gratidão e alegria).

(Sinopses de Sabedoria – 21.)

Benjamin de Aguiar
pelo
Espírito Irmão André.

Reporta-te, em pensamento, às colheitas de vida eterna que te assomam ao Espírito, como graças abundantes a derramarem-se do Alto sobre ti. Contenta-te, assim, com o que já recebeste de antigas semeaduras, com o que já és, com o que já conquistaste.

Sê consciente (para que possas ser grato) do que te chega para ti, em forma de bênçãos, oportunidades, recursos novos, tudo aplicando e investindo no teu e no bem de teus semelhantes, agradecido e sem receios infundados (por incompreensíveis complexos de culpa, julgando-te não merecedor do que recebes), e usufrui, tranquilo, tua ventura, em vez de ficares lutando por fazer talvez o que não te é encargo, na atual quadra de teu histórico evolutivo.

Acolhe a própria natureza, em regímen de serenidade operosa, não te omitindo a corrigir-te; mas também sabendo resignar-te, ante a inexorável estrutura que compõe teu atual estágio de evolução, porque, embora tenhamos potencial à divindade, não poderemos torná-lo ativo, do dia para a noite, não importando quanto esforço façamos.

A Natureza não tem pressa – já foi dito alhures, por inúmeros autores de nossa Escola de Pensamento, encarnados ou desencarnados. Medita, então, com cuidado, buscando teu Centro, a fim de que discirnas, com critério e acerto, o momento de agir na autorreforma (internamente) e de realizar mais (externamente), daqueloutro, diametralmente oposto: de relaxar e seguir adiante, com respeito a quem és, sem pretenderes tornar-te o que não podes ainda realizar em ti próprio, permitindo que a construção de tua psique “faça-se como que por si mesma”, qual a semente da árvore contém os germens de “edificação” e “planificação” do próprio projeto de vida e futura frutificação, para o bem de si, como do bem comum.

(Texto recebido em 19 de julho de 2010.)

Comentário do Médium:

A imagem do ilustre mentor nos fez reportar, em memória, aos conceitos de James Hillman, pai da Psicologia Arquetípica (criada em 1970), sub-ramo da Psicologia Junguiana, num clássico calhamaço de sua autoria: “A Semente de Carvalho”, a que remetemos o(a) leitor(a) mais estudioso(a) e/ou interessado(a) na temática. Foi esta a razão de escolhermos a imagem de um pé de carvalho, para ilustrar o artigo do benemérito instrutor desencarnado.


Ajude a santa e sábia Mestra Espiritual Eugênia e Seus Amigos igualmente Mestres Desencarnados a disseminarem Suas ideias de sabedoria e amor, e, com isso, tornarem o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.

Se você está fora de Sergipe, pode assistir à palestra de Benjamin de Aguiar, ao vivo, aqui mesmo, pelo nosso site, mediante uma colaboração simbólica, destinada à manutenção dos equipamentos utilizados na transmissão via internet. Para acessar-nos, basta que venha até cá, às 19h30 de domingos, horário de Aracaju (atualmente alinhado com o de Brasília), e siga as instruções aqui dispostas no próprio domingo, em postagem específica. (Lembramos que a entrada, para quem quiser assistir presencialmente, é gratuita.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: