Espírito Eugênia-Aspásia

27 de abril de 2010
 

Espelho vivo da luz do Céu, na escuridão fria da Terra

Benjamin Teixeira
pelos
Espíritos Eugênia e Gustavo Henrique.

No trabalho, podes perceber o avolumar-se progressivo de forças contrárias à tua pessoa.

Em casa, o companheiro e os filhos talvez se oponham a teu modo de ser, sistemática, crescentemente…

Na vida social, tua forma de agir não é bem vista, e tratam-te como um estranho, um ente bizarro, uma aberração ou mesmo alguém abominável?

Ignora e segue, servindo e sendo útil aos que precisam de teus serviços, em tudo quanto possas oferecer de bom e proveitoso a todos que te procuram.

Enganadores contumazes e manipuladores da boa-fé alheia vêem-te, é lógico, como se fosses um deles, só que mais refinado, e trincam os dentes por trás de ti, exalando as energias nocivas que lhe são características ao baixo diapasão de sentimentos. Não conseguem divisar a pureza de teu ideal, e, com isso, pugnam por silenciar-te o verbo transformador e felicitador de tantos que ouvem tuas palavras de bom ânimo e fé. E, quando descobrem ou apenas suspeitam que és sincero, mais ainda se enfurecem contra ti, por te não conseguirem igualar, tomados pela inveja medonha que o ego inflado inspira.

O preconceito te encontra o caminho, em saraivadas assassinas de ódio? És negro, numa sociedade racista? Mulher, num grupo machista? Homossexual, num seio homofóbico (quase toda parte)? Reivindica, amigo, as Potências do Alto, que virão, em teu socorro, estejas certo disso, e continua fazendo teu melhor, a despeito das rajadas de incompreensão e ira, desprezo ou desdém que te cerquem os passos, que te venham ao encalço, à socapa.

Segue, feliz, à tua maneira, não importando o que os infelizes mesquinhos – que não vivem o próprio modo de ser (preocupados com a aprovação familiar ou social) – pensem de ti ou de tua conduta, mesmo que divulguem inverdades a teu respeito, no intuito mefistofélico de disseminar, entre outros, o mesmo asco que têm de ti, ainda que por motivos mentirosos, criados por eles próprios, os abjetos seres da lama, reencarnados pela última vez neste planeta, em regímen de emergência (sem saberem que desperdiçam a derradeira e preciosa oportunidade de acertarem o passo com o bem e permanecerem no orbe, em vez de ser deportados a um mundo primitivo)… Vê como andam ensandecidos… fazendo o mal… logo a ti, que te pões a serviço do bem, em larga escala… ou seja: colocando-se contra as Potestades do Céu, que zelam por tua missão na Terra… E quem quer estar com as Autoridades do Alto contra si mesmo?…

Deplora-os e apieda-te deles, em prece. A hora desses infelizes chegará… e, como fica claro, já chegou, de há muito, sem que tenham disso se dado conta claramente, ao passo que tu estarás n’outra parte, como já hoje demonstras estar: sendo dono do próprio destino, realizando teus ideais. Eles, todavia, pobres coitados, seguem com o fardo de sonhos despedaçados, transformados em pesadelos, porquanto desprezaram a consciência e o desejo sincero de servir, preocupados tão-só em receber, beneficiar-se, sem nada dar de si próprios – parasitas em que se convertem da vida e de tudo e todos que os cercam.

Suporta, ardorosamente, prezado irmão em ideal, o momento de maior labuta que atravessas, e faze teu melhor, ainda agora, distendendo fraternidade, estímulos, esclarecimento e conforto. Não te deixes intoxicar pelas vibrações deletérias da repulsa e do menosprezo que os agentes das trevas despacham em tua direção. Testam-te a resistência, embora não cônscios disso, e se fazem, involuntariamente, colaboradores de tua evolução e de teu sucesso, como têm sido esses representantes do mal, nesta tua existência, e assim continuarão no além túmulo, porque, pelo teu perfil de personalidade e pertinácia de teu caráter, quanto mais te atacam, mais te dedicas ao bem geral, explodindo em solidariedade e incentivos ao progresso, por onde passas, por todos os meios e formas, exortando, para completar, outros a fazerem o mesmo, convertendo-te, destarte, em agente multiplicador das Fontes emanantes do Bem!…

Imagina, diante deste quadro, quantos Patrocínios das Zonas Superiores de Consciência atrais em torno de ti, e tranquiliza-te: vencerás! Põe-te, com esta atitude de constante perseverança, na prática do bem comum, sem medidas, ao Lado de Deus e Seus Representantes Angelicais, que jamais relegarão a desamparo – nunca duvides disso – justamente aqueles que mais se fazem vetores especulares da Luz da bondade e da sabedoria do Céu, na escuridão fria do egoísmo e da maldade no planeta Terra…

(Texto recebido em 26 de abril de 2010.)

 




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: