Espírito Gustavo Henrique

20 de fevereiro de 2010
 

Persistência Sempre.

http://www.saltoquantico.com.br/wp-content/uploads/perseverance6.jpg

Benjamin Teixeira
pelo
Espírito Gustavo Henrique

Sussuram-te aos ouvidos do Espírito que desistas de teu ideal.

Sopram-te à escuta d’alma: “Para que prosseguires lutando, qual se estivesses ‘remando contra a maré’, ou, como reza outro aforismo popular, ‘dando murro em ponta de faca’?”

Insuflam-te, tão continuadamente e no correr de tanto tempo, com tantos e tão variados argumentos, que muito natural seria esperar que caísses, aqui ou ali. Mas observa que, a despeito de teus deslizes, no desânimo e na tristeza com a Causa do Bem, nunca deixaste de trabalhar pela disseminação do melhor, por todos que se permitam atingir por teu raio de influência pessoal, direto ou indireto. Ano sobre ano, vens dando provas de perseverança e dedicação à meta que te delinearam, antes da reencarnação, jamais abandonando teu posto de serviço.

Não te importem a calúnia e a incompreensão de quantos se interponham entre ti e tua consciência, entre ti e teu ideal!… Segue, não obstante a adversidade ou talvez por causa mesmo das dificuldades, que se fazem testes em teus caminhos, aferindo-te valores, a fim de que possas ser habilitado aos misteres do mesmo trabalho do bem que te absorve o coração, nos níveis mais adiantados de complexidade e desafio que te conclamarão ao combate e à realização do melhor, logo adiante, no horizonte vindouro… que ainda não enxergas…

Pretendem retirar-te da rota que te foi designada pela Divina Providência.

Intentam silenciar-te a voz, que conforta e esclarece.

Pelejam por te paralisar a “pena”, que elucida enigmas existenciais dos que te procuram socorro e assistência, e que aponta rumos de felicidade e paz, para muitos que nem sequer te conhecem pessoalmente.

Não desistas, prezado amigo, de trafegar pela senda que as Vozes da Luz te assinalaram, porque a inveja, o despeito, o ciúme e o orgulho de gente mesquinha te não quer brilhando. Acende, mais alto ainda, o farol em que se constitui a Obra que realizas, em nome de teus Maiores do Plano Sublime, e segue, sem pudores, o que te reclama a consciência, não importando a quem, nem a quantos incomodes.

Como determinou Nosso Senhor Jesus a Seus discípulos – “Brilhe vossa Luz no mundo” –, faze brilhar alto, no céu das esperanças alheias, o facho de luz por que és responsável.

E, sem mais vacilações ou retrocessos, prossegue em tua vereda bendita de autorredenção e de resgate de muitos, de quantos vierem a ser alcançados por teu verbo amigo, didático e psicológico.

(Texto recebido em 12 de fevereiro de 2010.)


Ajude a santa e sábia mestra espiritual Eugênia a disseminar Suas ideias de sabedoria e amor; e, com isso, tornar o nosso mundo mais feliz e pacífico. Basta que encaminhe este arquivo a sua rede de e-mails. Para tanto, utilize a ferramenta abaixo, com os dizeres: “Envie esta mensagem para seus amigos”.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: