A “Blonde Venus” sergipana Thaïs Bezerra

30 de janeiro de 2010
 

A “Blonde Venus” Sergipana Thaïs Bezerra (*).


A VOZ DO ALÉM.

Quase todo domingo, no meio de sua palestra (com entrada gratuita), Benjamin Teixeira pede para fazerem menos luz no auditório da Sociedade Semear, monta uma barreira com médiuns do Instituto Salto Quântico e começa uma prece. A certa altura, percebe-se que a voz do apresentador fica mais suave e serena; logo mais, muda para um pausado adocicado, com Português em estilo visivelmente diferente da do conhecido preletor; e, quando menos se espera, eis que já fala o Espírito Eugênia, com toda sua forma diferente, complexa e profunda de pensar e sentir, exalando vibrações de amor e paz para a plateia, respondendo a perguntas dos presentes, com brilho e sabedoria ímpares. Diz Benjamin: “Embora eu porte numerosos defeitos, os Mestres da Espiritualidade têm a misericórdia de contorná-los, para espalhar, aos que se dignam ouvi-los, sabedoria, conforto e instruções à felicidade.”

(Nota publicada no Jornal da Cidade, Aracaju – Sergipe, de 31 de janeiro de 2010.)

(*) Remetendo a outro ícone imortal e emblemático, Marlene Dietrich, musa-deusa do cinema antigo, é assim que é conhecida a ultraprestigiada jornalista, lenda viva do colunismo social sergipano: Thaïs Bezerra, com inacreditáveis 31 anos de carreira, geminados (ninguém sabe como) a um corpo-escultura de adolescente. Políticos, empresários, acadêmicos, VIP’s de todas as categorias reverenciam a poderosíssima “Blonde”, que passa incólume a todas as crises, sempre irradiando alegria, otimismo e fé. Como diz nosso líder, canal do Espírito Eugênia, Benjamin Teixeira: “Médium mística do inconsciente coletivo de Aracaju, Thaïs é uma prova viva de como se pode ser canal do bem em qualquer latitude profissional, encarnação rara de lealdade aos amigos e de determinação pessoal inamovível”. Thaïs publica, desde 2005, semanalmente, notas sobre o Instituto Salto Quântico. Aqui passarão elas a ser também trazidas a lume, para que o Brasil e o mundo conheçam a mulher que mudou a face social e emocional da capital de Sergipe d’El Rey, “Coração do Coração do Mundo”, com seu famoso jargão: “Aju é um baile, com chuva ou com Sol”.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: