Espírito Eugênia-Aspásia

1 de abril de 2009
 

Epístola do Coração Materno aos Filhos Estimadíssimos.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Meus muito prezados amigos e irmãos em ideal, discípulos queridos, estimadíssimos filhos do coração:

Venho, sumariamente, por meio desta carta aberta a todos os nossos filhos-discípulos espalhados pelo Brasil e pelo mundo, pedir-lhes um favor especialíssimo, além daqueles que incluí em minha última missiva redigida em parceria com o porta-voz, e que foi recebida apenas pelos mais íntimos componentes de nossas quatro reuniões mediúnicas, na matriz de nossa Organização, em Aracaju, Sergipe. Que todos incluam, em suas orações diárias, o pedido de que haja harmonia e coesão no grupo, na escola inteira do Instituto Salto Quântico, tanto com relação aos integrantes residentes em Sergipe e que freqüentam, sistematicamente, as atividades do “núcleo QG” – a sede da Instituição –, quanto àquel’outros que, à distância, dentro e fora do país, compõem as nossas hostes de trabalhadores e alunos de boa vontade, afinados com os postulados e proposições paradigmáticas de que me faço portadora.

É que esta, para todos que se nos vinculam à tessitura da Instituição, constitui não só a oportunidade das reencarnações que ora desfrutam, como, provavelmente, a mais importante, em muitos séculos que virão. O contexto sócio-político-econômico crítico, em que jaz a civilização ocidental (tornada hegemônica, pelo progresso do fenômeno de globalização cultural do orbe), e mormente a Assistência Especialíssima de Nossa Mãe Maior, Maria Santíssima – o maior Buda que desceu aos proscênios da existência física na Terra, responsável pela salvação, à borda do abismo, da própria presença do ser humano neste planeta –, tornam o ensejo de colaborar com a obra salvadora de levar milhões a sintonizarem com a Luz do Amor e da Fraternidade Universais, com bases conceituais atualizadas, pelos meios de comunicação de massa, como o fazemos há já 15 anos, uma missão de envergadura dificilmente repetível, em muitos milênios, para quase todos que, agora, por exemplo, têm a graça (ofertada pela Divindade) de me lerem os apontamentos escritos. A obra, amigos, não é sequer de um só grande espírito, por maior que este se propusesse ser, quanto mais de um só representante encarnado. É um ingente projeto de natureza coletiva, que oferta o ensejo ímpar e de valor inapreciável de dar um sentido espetacularmente significativo à própria vida: salvar a humanidade inteira, que cambaleia, à beira do precipício…

Muitos dos amigos já fazem orações intercessórias, todos os dias, por nosso porta-voz, pelo que fico agradecida e continuo estimulando tal prática, da parte de todos, porque, sem dúvida, o médium que se expõe em nosso nome é o mais visado pelos inimigos desencarnados (e encarnados) da Organização. Todavia, não menos importante, a ser realmente considerada como uma exoração paralela e conectada à primeira, solicitaria, veementemente, a inclusão deste adendo: a prece pelos integrantes de toda a nossa falange de almas afins, no plano físico de vida, isoladamente e em conjunto, para que todos, quanto possível, mantenham-se na linha do cumprimento do que planejaram para suas presentes existências físicas, sem desvios de rota fundamentais (o que, lamentavelmente, na Terra, é muito comum aconteça, pelos fascínios do ego, hipertrofiado, bem como por insuflações hipnóticas levadas a cabo por agentes criminosos da dimensão espiritual de vida), e, destarte, todos ajamos de modo harmônico, em comum acordo no capítulo do essencial, em consonância com os princípios basilares que nos jungem num mesmo feixe de ideal, quais as metas da felicidade, paz, criatividade e produtividade, em moldes pragmáticos, objetivos e imediatos, com respeito simultâneo à ciência e aos parâmetros universais de moral e espiritualidade.

Esta tese do orar e viver em regime de harmonia humilde, dentro do seio da comunidade de irmãos em fé, foi uma recomendação de Paulo de Tarso, aos cristãos de Tessalônica, como também o exorou o Apóstolo Tiago e o próprio Mestre, Nosso Senhor Jesus (*1). Uma exortação entre todas, porém, nos parece a mais completa, para os fins a que aqui nos propomos, e abaixo anexamos, para reflexão acurada dos amigos, sobremaneira nesta nova fase, em que todos sabemo-nos incursos na proteção direta de nosso mestre Paulo de Tarso, ministro direto de Nosso Senhor Jesus. É trecho da epístola do Apóstolo dos Gentios, dirigida aos cristãos dos tempos primordiais, residentes na comunidade de Filipos (*2). Que seja este cânone de amor-oração-humildade aplicado como regra permanente em nosso Educandário místico.

Irmã em Cristo, Jesus e Maria Cristo,
tão-só professora e mãe da família Salto Quântico, dentro e fora do Brasil,
Eugênia.
Aracaju, 31 de março de 2009.


Trecho pedido por Eugênia fosse anexado, da Carta de Paulo aos filipenses
:

“Se me é possível, pois, alguma consolação em Cristo, algum caridoso estímulo, alguma comunhão no Espírito, alguma ternura e compaixão, completai a minha alegria, permanecendo unidos. Tende um mesmo amor, uma só alma e os mesmos pensamentos. Nada façais por espírito de partido ou vanglória, mas que a humildade vos ensine a considerar os outros superiores a vós mesmos. Cada qual tenha em vista não os seus próprios interesses, e sim os dos outros.”

Paulo de Tarso.

(*1) Tessalonicenses, 5:25; Tiago, 5:16; Mateus, 5:44.

(*2) Filipenses: 2:1-4

(Revisão de Delano Mothé)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: