Espírito Eugênia-Aspásia

24 de outubro de 2008
 

Brigando pela Felicidade.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Se seu coração segue apertado, sem saber ao certo como as coisas se posicionarão, diante das perspectivas pouco alvissareiras do momento, tente relaxar, para poder raciocinar melhor.

1º – O mal do momento não indica permanência nesse mal, mas sim uma lição oculta a ser desvelada e incorporada à consciência.

2º – Ainda quando tudo parece realmente concretizar a possibilidade da queda, muitas vezes ela não ocorre, servindo apenas de alerta para maior cautela e denodo na administração dos recursos existenciais.

3º – O declínio em um setor da vida pode favorecer o crescimento necessário em área capital, negligenciada, como no caso do indivíduo que enfrenta perseguições no emprego e redescobre o caminho da paternidade, buscando refúgio no amor familiar para compensar-se das angústias sofridas no plano profissional.

4º – As descidas em um âmbito de ação e ser constituem exercícios de incubação consciencial, acumulando energia e elementos para o fenômeno da ascese. Desce-se, amiúde, para se gerar um efeito turbo na subida. Dá-se um passo para trás, como se diz no vernáculo, a fim de se darem vários para frente. Recapitula-se uma lição fundamental, para que se possa transcender o seu nível completamente, saturando-lhe todos os significados embutidos.

Em qualquer drama vivido, meu amigo, coopere com os maus momentos, cônscio de que eles fazem parte da vida, tanto quanto os bons. Aguardar um oceano inalterável de bem-estar, sem contar com a ciclotimia típica dos eventos do mundo físico, é demonstrar grande imaturidade psicológica e condenar-se a doses cavalares, desnecessárias e perigosas de dor – perigosas, por facilmente induzirem ao desespero, à revolta e ao cinismo, que terminam de destruir os traços de fé e esperança da criatura, lançando-a, por tempo indefinido, na goela macabra do abismo do mal, para longos e inextricáveis períodos de sofrimento. Entregando-se ao mal, por julgá-lo invencível, muita gente se sentencia a terríveis padecimentos em seqüência exponencial, quase sempre sem notar que a fonte de toda dor é o próprio coração desavisado.

Revele ser mais que uma criança do espírito. Se você já chegou plenamente à adultidade psicológica, pare de choramingar e acusar os outros por suas tribulações. O indivíduo verdadeiramente adulto é, acima de tudo, auto-suficiente e responsável pelo que lhe ocorre, pelo que quer e faz. Se alguma dificuldade externa surge, em vez de se vitimizar, converte a adversidade em estímulo e desafio a buscar, com mais afinco, as metas que o inspiram. Seja assim e pare com a catilinária contraproducente, infantil e doentia que só aumenta ainda mais a sua dor.

Seja prático: assuma o leme de sua vida e brigue pelo que sabe ser bom, justo e válido, brigue pela sua felicidade, brigue valorosamente contra as forças que o impedem de realizar o destino que lhe foi apontado como o objetivo maior de sua estada na Terra.

(Texto recebido em 30 de setembro de 2000. Revisão de Delano Mothé.)

[Convite:

A CELEBRAÇÃO do ANIVERSÁRIO de BENJAMIN TEIXEIRA.

Para completar o brilho do dia, Benjamin Teixeira estará celebrando seus 38 anos de idade, entre amigos e admiradores, também nesta próxima preleção domingueira, dia 26 de outubro – o próprio dia de seu natalício. Ilustrações em vídeo, ao feitio do polêmico e vanguardista líder espírita, enriquecerão a solenidade, além de apresentações artísticas especiais. Seja bem-vindo(a). Evento levantando fundos para a manutenção do programa Salto Quântico, em sua dimensão de rede nacional, que esclarece e conforta multidões incalculáveis, por mais de 130 canais de TV, espalhados por todo o país. As atividades terão início às 19h, com ministração de passes aos que desejarem, no Mega Espaço, Rua Nossa Senhora das Dores, 588, perto do Hospital Cirurgia. Informações: 3041-4405.

Equipe Salto Quântico.]

Esclarecimento:

A periodicidade de publicação dos capítulos da obra “A Expansão do Instituto Voltaire”, como já vem ocorrendo até o momento, passa a ter um caráter de maior liberdade e flexibilidade, deixando de ser regular e semanal, de acordo com as condições e possibilidades de recepção psicográfica para tanto.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: