Espírito Eugênia-Aspásia

4 de setembro de 2008
 

Feliz, Ainda que Fraco.

Benjamin Teixeira
pelo espírito Eugênia.

 

Os momentos de fraqueza nos ensinam humildade. Quando nos sentimos um “Rochedo de Gibraltar”, facilmente nos desencaminhamos para a arrogância e as bravatas que nos afastam de Deus. 

Toda vez que se sentir, então, perdido ou fragilizado, reconheça-se, paradoxalmente, a caminho de se descobrir e se fortalecer, em profundidade, com maiores chances de durabilidade, na conquista da fé e da transformação para melhor. Esta atitude que propomos, de aceitação da sua falibilidade, não implica conivência com o erro ou conservação da fraqueza que porte, sem o devido empenho em corrigi-la. Sugerimos-lhe o reconhecimento da própria limitação, de modo que, com o tempo, aprenda a consolidar princípios, valores e diretrizes imprescindíveis à concretização de seu bem-estar, paz e prosperidade, em todos os sentidos, a começar pelo aspecto essencial: o espiritual.

Lutar pelo ideal de acertar sempre constitui uma pretensão presunçosa e tola, que o tempo lapida, convertendo-a em desejo de crescer. Evoluir é uma lei. Ser perfeito, um fanal longínquo. Inverter essa ordem é que perverte o juízo dos indivíduos, esfacelando-lhes o discernimento.

A partir de hoje, exercite a humildade, o bom senso e a razão, aproveitando, com frieza lógica – a par do sentimento de responsabilidade pessoal, pelas conseqüências dos deslizes em que haja resvalado –, todos os elementos de aprendizado da queda, com o intuito de, na próxima vez, não incorrer no mesmo equívoco; ou, ao menos, não da mesma maneira, ou não com a mesma gravidade. 

Você pode vencer – mas poder não significa dever. Poder implica potencial, ou seja: muitas vezes, certas qualidades não estão completamente passíveis de serem ativadas, para logo, permanecendo em latência, por tempo indefinido, exigindo, por ora, largas quotas de trabalho, paciência, perseverança, a fim de que se exteriorizem adequadamente, seja em uma semana ou em um século, cabendo a Deus, e somente a Ele-Ela, determinar o instante exato do seu espocar para o mundo das formas, qual o germinar de uma semente desconhecida, para uma frutificação ainda misteriosa… 

Não se cobre por não estar no nível evolutivo em que gostaria de se encontrar. Ao reverso disso, labore, harmônica e persistentemente, por se burilar, com expectativas menos ousadas sobre si, com propósitos mais humanitários e menos egóicos, desfocando um pouco sua atenção do próprio umbigo, concentrando mais sua consciência nos interesses e necessidades alheios; saindo um tanto da esfera da vaidade, para sedimentar mais sua alma no campo místico e transformador da responsabilidade. Uma criança não pode se culpar por não ser adulta. Você, em muitos aspectos, é um infante do espírito. Não utilizamos esta palavra ao acaso – “infante” –, isto é: trata-se de uma metafórica criança, mas uma criança real… o simbólico Rei do Espírito que você é, dentro de si mesmo, a caminho do pleno despertar… na eternidade…

Aceite, plenamente, essa realidade paradoxal dos limites-sem-limites que subjazem em sua mente e constituem suas estruturas psíquicas, para que administre sua existência, com pragmatismo e coerência, viabilizando, tanto quanto possível, nas condições de sua atual conjuntura de vida, e não segundo uma idealidade quimérica e autodestrutiva, sua paz e sua felicidade!… 

 

(Texto recebido em 11 de agosto de 2000. Revisão de Delano Mothé.)

 

Convite:

MAGIA, TECNOLOGIA e VANGUARDA.

O transcendente eterno e o pós-moderno complexo unem-se na palestra deste domingo, 7 de setembro. Poderes místicos, cibernética avançada e homossexualidade aberta disputarão espaço na exposição do preletor, permeada de interessantíssimas ilustrações, com trechos de filmes afinados com o tema, seguidas dos comentários do palestrante. Encerrando a reunião, a tocante e profunda fala do grande mestre desencarnado Gustavo Henrique, por meio de incorporação (em Benjamin Teixeira). Às 19h30, no “Mega Espaço”, Rua Nossa Senhora das Dores, 588. Passes ministrados a partir de 18h50, para se assistir à explanação mais leve, sem as más influências da semana. Evento angariando fundos para manutenção do programa Salto Quântico, que transmite, gratuitamente, para o Brasil inteiro, em rede nacional de TV (CNT, 15h30 de sábados), a salvadora mensagem da imortalidade da alma e da assistência dos Bons Espíritos. Informações: 3041-4405.

Equipe Salto Quântico.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: