Espírito Eugênia-Aspásia

17 de julho de 2008
 

Razões ou Meros Pretextos?

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.


“– Estou muito jovem ainda…
– Sou velho demais…
– Assumi compromissos de monta e não posso atender…
– Minhas atribulações são enormes…
– Obrigações de família estão crescendo…
– Os negócios não me permitem qualquer atividade espiritual…
– Empenhei-me a débitos que me afligem…
– Os filhos tomam tempo…
– Problemas são muitos…”

Emmanuel (por meio da psicografia de Chico Xavier, em “Palavras de Vida Eterna”, capítulo 128, “Desculpismo”)

É da natureza humana buscar desculpas para a própria conduta, ainda quando a consciência qualifique como errada uma determinada rota que se tomou. Função da mente egóico-linear, a razão é, então, utilizada para a racionalização, levando o indivíduo a procurar escusas para o inescusável, justificativas para o que não tem razão justa de ser.

É o que ocorre, amiúde, quando a criatura deseja evadir-se de responsabilidades indicadas pela voz do ideal e da inspiração do Bem. Motivos elegantes – com elaboradas vestes de decência, sobremaneira as sancionadas pela tradição e pelas convenções mais unanimemente acatadas – são logo enfeixados, para que o desertor forre-se de se sentir em falta (diante da comunidade de que seja partícipe, quanto do autojulgamento), muito embora só faça soterrar, no campo obscuro e perigoso da inconsciência, a culpa que lhe retornará, mais cedo ou mais tarde, degenerada e várias vezes avultada, se não já a desgraça, como resposta à sua fuga à Graça, levada a efeito egoística, insensível e imaturamente.

Observa, amigo, quando estás preocupado em taxar de fanatismo o devotamento de teu irmão; de rigor excessivo, a retidão do companheiro de lides profissionais; de perseguição injusta, o gesto daquele que te faz o lembrete de estares te evadindo a teu dever.

É muito mais fácil abraçar e sorrir aos que nos aprovam a frouxidão moral; e sempre cômodo ver incongruências (procuradas com afã e malícia, bem além do razoável) em quantos nos lembram o trabalho a realizar. Estes mecanismos de desculpa, todavia, não passam de anestesia para os reclamos da consciência, que, conquanto solapada, não deixa de existir, nem os maus atos deixam de sê-lo, apenas porque nos afastamos de quem no-los assim declarava, aberta e honestamente, no sincero intuito de que nos emendássemos.

Reconstrói tuas convicções de verdade e mentira, e reavalia teu atual quadro de prioridades, para que, mais tarde, não venhas a carpir as horrendas conseqüências de quem ignora as sagradas solicitações da alma, da vocação, da Espiritualidade, dentro de si próprio.

Faze algo, ainda que um pouco apenas, mas sistemática e persistentemente, no sentido de realizar tua missão no bem comum, aquela que te é proposta não pelo delírio do ego e suas megalomanias exibicionistas, mas sim a que é evidenciada pelo teu Eu-Superior, que te propõe a direção da genuína felicidade: a que propicia a expansão de tua razão para estares onde estás, com quem estás, num esforço de gerar utilidades, bem-estar, crescimento e melhoria de pessoas, instituições e, quiçá, comunidades inteiras.

(Texto recebido em 17 de julho de 2008. Revisão de Delano Mothé.)


Convite:

Encontro nos E.U.A. e Carta de Maria.

Em dezembro, Benjamin Teixeira e uma plêiade de brilhantes sergipanos – contando uma magistrada elegantérrima, uma PhD superdotada, um cirurgião festejado, uma psicóloga junguiana, um beletrista quase-erudito, dois odontólogos famosos, duas encantadoras pedagogas e inúmeros outros profissionais de destaque – estarão reunidos num grande encontro em Danbury, Connecticut, Estados Unidos da América, para discorrer, cada qual em sua área de especialidade, a respeito do pensamento da sábia e santa Eugênia, o espírito guia do Instituto Salto Quântico. O conferencista internacional – que diz estar “crepitante de prazer, por tornar meus filhinhos conferencistas internacionais também” – anunciará, ademais, neste domingo 20 de julho, a carta que a grande mestra desencarnada Eugênia recebeu das Mãos de Maria Santíssima, Mãe de Jesus e de todos nós, para este ano de 2008. A reunião domingueira, concorridíssima pela classe culta da cidade, que está um brilho só, misturando entretenimento e aprendizado, emoção e espiritualidade, acontece sempre às 19h30, no Mega Espaço, Rua Nossa Senhora das Dores, 588. Mais informações, como valor do ingresso: 3041-4405.

Equipe Salto Quântico.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: