Espírito Eugênia-Aspásia

16 de julho de 2008
 

Luta Titânica pela Vitória do Bem.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

“Portanto, tornai a levantar vossas mãos fatigadas e vossos joelhos desconjuntados.”
Paulo (Hebreus, 12:12)

“Deus procede, neste momento, ao censo dos Seus servidores fiéis e já marcou com o dedo aqueles cujo devotamento é apenas aparente, a fim de que não usurpem o salário dos servidores animosos, pois aos que não recuarem diante de suas tarefas é que Ele vai confiar os postos mais difíceis na grande obra da regeneração pelo Espiritismo. Cumprir-se-ão, assim, estas palavras: ‘Os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros’ no reino dos céus.”
O Espírito de Verdade

(“O Evangelho segundo o Espiritismo”, cap. XX, item 5)

Se representas o Bem, na Terra, forças contrárias a Ele tudo farão para te calar a voz benfazeja. É natural que assim seja, companheiro. No patamar de “samsara” (*1), o “narodhi” (*2) se expressa polarizado, dessarte paradoxalmente confirmando-se, consolidando-se e desdobrando-se, por meio do cotejo, confronto, interação e integração com seu par oposto, em todas as multifacéticas formas de manifestação dessa dicotomia mística, desse binômio evolucional inexorável.

E, assim, verás acontecer em ti mesmo a crucificação dos que se candidatam à embaixada do Céu na Terra, qual um evento mítico que se re-encenasse em tua vida, em versão moderna, fazendo-te vivo exemplar arquetípico do “santo sacrificado” pelo bem geral, por mais humano ou limitado que te sintas – o que só corrobora, em verdade, a sinceridade de teus votos de completa entrega ao Cristo, pois que, importante relembrar, o santo é humano em todas as suas feições emocionais, mas devotado até o sacrifício de si mesmo, pela Causa do Bem.

Achincalhar-te-ão o nome, diante de platéias atentas, sequiosas de novidades mesquinhas.

Lançar-te-ão amigos contra ti, pugnando por minar teu moral, mesmo no seio mais chegado dos teus mais queridos parceiros de ideal.

Infiltrar-se-ão em tua mente, embaralhando-te as idéias e raciocínios, amarfanhando-te os sentimentos e as emoções, para que duvides de ti próprio, de teu caráter e tua dignidade, até mesmo ante os mais sérios e elevados ideais de tua alma sincera…

Sim, é verdade que alguns amigos sinceros nunca te abandonarão a rota de serviço benemérito, quais viajores leais ao chefe da caravana, confiantes de que o Senhor te pôs como guia em suas vidas…

Sim, está correto que, provavelmente, a determinação que te vai n’alma, como vocacionado convicto a servir às multidões de necessitados, não te permitirá afastar-te, um milímetro que seja, de teu posto de trabalho e dedicação total ao bem comum.

Sim, faze-te disto completamente certo: nunca te faltará o amparo da Divina Providência, sobremaneira por renunciares à vida pessoal, em vários níveis, desde os primeiros anos de juventude, para que, da mocidade à velhice, pudesses, mais largamente, ser útil ao Senhor, na missão que te confiou, ante os irmãos em humanidade.

Mas não estranhes, prezado amigo, a despeito dessas certezas confortadoras, que, volta e meia, caias, estrepitosamente, no trajeto espinhoso, pedregoso e íngreme, rumo ao ápice de realização sublime, que te foi designado, como meta e compromisso, para esta existência física. É que tua falibilidade humana continua presente e assim persistirá contigo, componente indissociável de tuas estruturas íntimas de personalidade, já que não alcançarás a angelitude no século atual, de modo que, sempre, os agentes tenebrosos da desagregação e da desarmonia encontrarão brechas psicológicas, aqui ou ali, logo mais ou adiante, para enxertarem elementos daninhos em teu psiquismo, turvando-te o entendimento, azucrinando-te o coração decente e fiel.

Ergue-te, agora, sobre teus pés cansados e vacilantes. Ignora as feridas abertas e sangrentas, que te dificultam ainda mais o caminhar, e segue em tua jornada, intrépido, com as chagas d’alma voltadas para o Alto, porque, para as úlceras do espírito dadivoso (generoso com os irmãos em humanidade mais sofredores) e leal aos Fluxos Divinos, perenemente haverá conforto, compensação e cura, por mais, querido companheiro, que o mundo esbraveje, ensandecido, que não lograrás consolo, melhora, paz e alegria, em tua trajetória de denodo e sacrifício ao Ideal Maior.

Lembra-te, por fim, estimado amigo, que sacrifício – verbete lusofônico oriundo do vocábulo grego “sacer”, que significa “sagrado” – indica um processo com ulteriores implicações, no campo da sacralização do ser sacrificado… um propósito mais amplo, com a finalidade precípua de promover a conexão da criatura que a seus trâmites se submeteu, de boa mente, à vivência mística de comunhão com o plano da transcendência…

Soa-te, tudo isso, surreal, apesar de to dizermos de coração aberto e palpitante de preocupação contigo, como se constituíssem assertivas ousadas demais, grandiosas ou inapropriadas excessivamente, para o sentimento de insignificância pessoal que te vai n’alma, impregnando-te as mais profundas entranhas de ser e sentir. Transforma, irmão em Cristo, essa impressão de autodesvalor em humildade genuína, persistindo em completo devotamento ao Senhor e Sua Causa soberana; e, fica disto convicto: vencerás, galhardamente!…


(Texto recebido em 15 de julho de 2008. Revisão de Delano Mothé.)

(*1) (*2) Espaço-tempo e eternidade. Quanto ao segundo, costuma-se usar um termo estrangeiro mais popular: “nirvana”.
(Nota do Médium)

Convite:

Encontro nos E.U.A. e Carta de Maria.

Em dezembro, Benjamin Teixeira e uma plêiade de brilhantes sergipanos – contando uma magistrada elegantérrima, uma PhD superdotada, um cirurgião festejado, uma psicóloga junguiana, um beletrista quase-erudito, dois odontólogos famosos, duas encantadoras pedagogas e inúmeros outros profissionais de destaque – estarão reunidos num grande encontro em Danbury, Connecticut, Estados Unidos da América, para discorrer, cada qual em sua área de especialidade, a respeito do pensamento da sábia e santa Eugênia, o espírito guia do Instituto Salto Quântico. O conferencista internacional – que diz estar “crepitante de prazer, por tornar meus filhinhos conferencistas internacionais também” – anunciará, ademais, neste domingo 20 de julho, a carta que a grande mestra desencarnada Eugênia recebeu das Mãos de Maria Santíssima, Mãe de Jesus e de todos nós, para este ano de 2008. A reunião domingueira, concorridíssima pela classe culta da cidade, que está um brilho só, misturando entretenimento e aprendizado, emoção e espiritualidade, acontece sempre às 19h30, no Mega Espaço, Rua Nossa Senhora das Dores, 588. Mais informações, como valor do ingresso: 3041-4405.

Equipe Salto Quântico.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: