Espírito Eugênia-Aspásia

14 de junho de 2008
 

Incentivo à Reflexão.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Sentiu-se novamente incapaz. Não consegue manter as condições ótimas para a realização de sua tarefa e, com isso, abate-se terrivelmente. Seria ótimo preservar-se na fina flor da excelência, a todo tempo, a fim de garantir qualidade, no máximo padrão possível. Sofre, chora, deprime-se profundamente. Revolta-se mesmo, contra si, e se frustra, ao lembrar-se do sem-número de vezes que tentou permanecer na linha do que considera o melhor, não logrando êxito em seu intento.

A grande questão, meu filho, porém, é que deve considerar a hipótese de lhe não ser possível fazer o que quer, no nível que almeja. Pense na possibilidade de desejar menos um pouco para si. Estabeleça metas mais plausíveis, de molde a poder segui-las, à risca, sem o estresse angustiante de não corresponder às próprias expectativas.

O medo de errar pode bloquear a criatividade, que favorece os maiores patamares de acerto. Dessarte, por que se deixar atormentar tanto, pela paranóia de não errar? Não valeria mais a pena, não seria mais pragmático e mesmo espiritual – já que evoluirá com maior eficiência – estipular resultados alcançáveis, pelos recursos disponíveis agora mesmo?

Reavalie seus modelos de sucesso. Talvez, o que tanto o aflija seja definir objetivos que não condizem com seu atual “status quo” evolutivo. Claro que a transcendência é o impulso máximo da vida. Mas até para se superar é preciso respeitar a estrutura de progresso psíquico já efetivado, para que o edifício mental não venha a ruir, por falta de alicerce emocional e moral suficiente.

Reúna forças para recomeçar, sendo persistente na busca de seus projetos de vida mais elevados (avaliando sempre quanto há de ego ou de ideal sincero neles envolvido). Mas aproveite também o momento do fracasso, para reavaliar estar ou não, de fato, na rota certa de vocação, agindo pelos métodos e com os instrumentos adequados para tanto. Queda é, principalmente, isso: um incentivo à reflexão. Sendo assim, entregar-se ao desânimo, ao tédio, ou, pior: à desistência, é estúpido, além de destrutivo, já que o motivo do surgimento do desgosto é justamente provocar o aprendizado, para que se possa acertar mais segura e duradouramente, no que apraz à alma e a faz feliz, profunda, imperturbável, verdadeiramente.


(Texto recebido em 19 de junho de 2000. Revisão atual de Delano Mothé.)


Convite:


FENÔMENO EXTRAORDINÁRIO em ARACAJU.

“O Céu despencou para nos visitar”, disseram vários; “Meu Deus! Isso existe?”, falaram outros; “Foi o dia mais feliz de minha vida!”, afirmou um jovem; “Tive impulso de me ajoelhar”, desabafaram inúmeras senhoras, olhos injetados de tanto chorar, no último domingo, ao final da palestra de Benjamin Teixeira, com a manifestação do espírito sábio e santo da adorável Eugênia, numa incorporação completa, que o médium nunca fizera em público, em 20 anos de atividade. Voz dulcíssima, sabedoria magistral e fluente, era, inequivocamente, a presença de um Ser Superior. Eugênia prometeu que voltaria, da mesma forma, por tempo indeterminado, ao fim das preleções do conhecido líder espiritual. Venha receber este presente do Céu. A renda é revertida para manutenção do programa em rede nacional de TV, que propicia que milhões de pessoas recebam, gratuitamente, a mensagem libertadora da imortalidade. Domingo, às 19h. Endereço e ingresso: 3041-4405.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: