Espírito Eugênia-Aspásia

20 de maio de 2008
 

Apátridas.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.


Apátridas!… apátridas de sua origem espiritual, gente que esqueceu quem é, gente que olvidou ser filho de Deus! Almas sem vida, sem norte, almas sem alma…

Como é fácil perceber o rasteiro e por ele hipnotizar-se, e escamotear o fundamental!… Quão lamentável é ignorar a própria divindade latente que aguarda desdobramento!…

O governo é motivo de cruéis críticas. Despreza-se, porém, o dever impostergável do autogoverno.

Os pais, na educação fornecida aos rebentos, durante sua infância e adolescência, merecem duras repreensões; todavia, a responsabilidade de alterarem estes os programas mentais em si mesmos, quando adultos, é menoscabada.

As dores da carência, da decepção, da ingratidão laceram fundo a alma, mas o que realmente importa – o fato de que todos estão destinados à perfeita felicidade, no seio da eternidade – é tratado com a reserva das fantasias infantis, sem se notar o contra-senso de tal impressão, já que a criatura que muito se lastima patenteia clara imaturidade psicológica.

Recupere sua herança divina. Repatrie-se, reconectando-se Àquele com Quem nunca deveria ter desfeito liames. Reencontre-se em profundidade e descubra o tesouro de talentos e possibilidades ignotos que dormem no âmago de sua consciência.

Se você se sente vazio e perdido, é indício evidente de sua desvinculação da Fonte Basal de energia e vida. Religue-se agora mesmo. Realinhe-se com o Manancial da verdade e da vida que há no seu próprio íntimo, seguindo os alvitres da intuição e dando de si sempre o máximo, para que tudo seja luz em torno de seus passos.

Não acredite na força da tristeza, da desgraça e da morte. Tudo é vida! Às vezes, vida evidente. Outras tantas, vida mais profunda, esperando ser desvelada. Mas sempre vida, refletindo a Vida que tudo dá.

Reanime-se, imediatamente. Elabore o trecho de treva que lhe foi oferecido, transmutando-o em foco de luz, pela luz que já há no cerne da própria treva. Vá fundo! Apenas isto: vá fundo… Por detrás de Lúcifer, o “cheio de luz” (como lhe diz o nome), está o rosto de Deus. Por detrás da escuridão mais densa de si mesmo, há a Essência ignorada, o que tanto você sempre buscou para a completude.

Coragem! Avante! Você nasceu fadado à luz, à plenitude e à glória! Descubra-se e seja feliz!


(Texto recebido em 09 de agosto de 1998. Revisão atual de Delano Mothé.)


Esclarecimento e aviso:

Antecipamos a publicação desta mensagem, que seria trazida a lume somente na próxima segunda-feira, como pertencente ao acervo de textos antigos (ainda inéditos neste site) da lavra mediúnica de Benjamin Teixeira, em razão de nosso líder espírita se encontrar em viagem de trabalho a São Paulo.

Dois novos artigos foram publicados no sábado e domingo próximos passados, conforme novo sistema de atualização de mensagens, em todos os dias da semana, neste sítio eletrônico. Se desejar acessá-los, clique em “Mensagens Anteriores”.

A equipe Salto Quântico.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: