Espírito Eugênia-Aspásia

28 de janeiro de 2008
 

Escolha insuficiente seria incorreta?

(Sopros de Sabedoria – 101.)

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Por ser ou parecer insuficiente, não se segue que uma escolha seja incorreta.
As expectativas do indivíduo a respeito de alguém ou de alguma coisa podem-lhe conferir o aspecto de insuficiência. Por outro lado, uma alternativa realmente insuficiente pode, exatamente por ser assim, se revelar apropriada, e provocar um grau salutar de insatisfação em quem a vive, levando seu sujeito a buscar “algo mais”. Por exemplo: um cônjuge não perfeito lembra a pessoa de que existem outras dimensões do amor a serem preenchidas, como a familiar, a amical, e, principalmente, a Divinal.

Tenha muito cuidado com suas avaliações apriorísticas: elas costumam estar permeadas de preconceitos, automatismos neuróticos e influências de terceiros, normalmente tudo isso acontecendo num plano de profunda inconsciência, ou seja, aparecendo respaldado, num nível consciente, com excelentes racionalizações – argumentos, motivos, causas, razões que parecem incontestáveis.

(Texto recebido em 27 de janeiro de 2008. Revisão de Delano Mothé.)

Lembrete:

Neste último sábado, como notificado na quinta-feira, foi publicada uma psicografia no ícone: “mensagem do dia”. Um interessantíssimo “Sopro de Sabedoria”, em que Eugênia faz breve e magnífico estudo sobre o badaladíssimo tema do “pensamento positivo”.




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: