Espírito Eugênia-Aspásia

26 de janeiro de 2008
 

Pensamento Positivo x Pensamento Correto.

(Sopros de Sabedoria – 100.)


Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Disseram-te que pensasses positivo; e que, com isso, o mundo sorriria para ti. Meditaste um pouco no conceito e acabaste por cogitar das crianças carentes e famintas da África, que não tiveram ninguém que as alertasse de tal lei esotérica, e compreendeste que não poderia existir Justiça no Universo se houvesse favores exclusivos a alguns privilegiados, como aqueles que tivessem acesso a tal informação.

Sim, existe a força do pensamento positivo, como também a lei da gravidade. Entretanto, muito além dele, há o pensar correto, o pensar elevado, o pensar em sintonia com as Inteligências do Plano Sublime (que coordenam até as tragédias mais aparentemente injustas do mundo, a benefício geral, incluindo, principalmente, os envolvidos, diretamente, nas perdas imediatas havidas); da mesma forma que, no domínio da organização da matéria, além da força da gravitação, há o poder eletromagnético e as potências extraordinárias que aglutinam subpartículas no núcleo do átomo, como prótons e nêutrons.

Não sejas simplista, no trato com as coisas complexas. É necessário ser racional, quanto intuitivo; realista, quão idealista; objetivo, como aberto ao transcendente. Não há realização íntima completa, sem que se abarque a totalidade dos fenômenos da existência; e esta totalidade inclui, inarredavelmente, o obscuro, o destrutivo e o frustrante.

Tudo que existe na vida, todavia, pode ser faceado construtivamente, qual uma lição a ser aprendida, uma dádiva a ser entesourada, um estímulo a ser absorvido. Isso não constitui negatividade, um padrão doentio de leitura das situações e eventos – isso se chama realidade e abordagem madura desta, que pode e deve ser otimista; mas apenas considerando que o otimismo, para ser lúcido e eficaz, precisa começar com a percepção dos aspectos inapropriados vigentes, para que, após descobertos, possam ser transformados, com vistas ao melhor almejado.

A tristeza, por exemplo, pode indicar complexos conteúdos do inconsciente que precisam ser detectados, compreendidos e elaborados, a fim de que se atinja seu propósito de gerar saúde psicológica integral no indivíduo que a sente. Mentalizar positivo, em vez de se dedicar a uma leitura criteriosa da mensagem subliminar implicada num sentimento menos alegre, pode ser tão lesivo e irresponsável quanto aplicar um analgésico ácido para o tratamento de úlcera gástrica: o próprio entorpecente da dor alarga a gravidade de sua causa.

Observa, assim, como lês as circunstâncias e eventos que acontecem em torno e dentro de ti, para que foques o melhor, de modo pragmático e eficiente; e, destarte, encontres, na medida máxima ao teu alcance, a felicidade, que englobará, inexoravelmente, paz e sabedoria, mas também a aceitação do sombrio, como parte inerente da existência e da condição humanas.

(Texto recebido em 26 de janeiro de 2008. Revisão de Delano Mothé.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: