Espírito Eugênia-Aspásia

10 de outubro de 2007
 

Sopros de Sabedoria – 87.


(A força solucionadora, curativa e transformadora do trabalho)

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Estás deprimido? Trabalha no bem.

Magoado, enraivecido, atemorizado com teu futuro? Trabalha, estendendo benefícios a terceiros.

Medo de estares sob o guante da traição, no seio da família; da perfídia, no ambiente profissional? Trabalha, ainda mais, no sentido de expandir progresso e bem-estar a grupos inteiros.

Em toda contingência, sob o peso de qualquer problema, trabalha com continuidade e apuro, nas tarefas benditas da beneficência, que as engrenagens do serviço – sobremaneira aquele que se realiza com o desejo sincero de ser útil – desopilar-te-ão as roldanas emperradas do psiquismo, apontando-te soluções justas, realistas, exeqüíveis, para tua querela; quando não, tão-somente propiciar-te-ão tempo e oportunidade para que a pendência se mostre como uma não-pendência (pela simples mudança de perspectiva, gerada pela ocupação de tua mente com outras questões), ou permitirão que ela seja resolvida, por força das circunstâncias ou outros fatores inesperados, supervenientes.

Faze terapia, ora, medita e planeja meios de solucionar teu caso. Mas, enquanto isso, mantém-te ocupado em atividades construtivas, porque a operacionalidade no bem é sempre fonte de ação e resolução divinas, em nossas vidas, tudo desenvolvendo, curando, acrisolando e transcendendo.

(Texto psicografado em 6 de outubro de 2007. Revisão de Delano Mothé.)

Convocação urgente:

Queridos amigos, irmãos em ideal espírita salto-quantista:

Com o coração apertado, escrevo estas linhas e as publico, a pedido de nossa amada mestra e mãe coletiva, o espírito Eugênia, que, por sinal, assiste-me na articulação das palavras (*1).

Em 1959, Chico Xavier, praticamente sem se despedir de ninguém, afastou-se da cidade de Pedro Leopoldo, onde nascera, após 32 anos de trabalho ininterrupto na mediunidade e dezenas de livros publicados. Emmanuel, seu guia espiritual, expendeu a ordem sumária, e Chico, obedientemente, trasladou-se para Uberaba, onde fixou residência até sua desencarnação, no ano de 2002. Quando consultado sobre as razões de sua transferência repentina, o inolvidável médium mineiro restringiu-se a dizer que somente na Espiritualidade, após o desencarne de cada qual, os envolvidos tomariam conhecimento da extensão das causas motivadoras da iniciativa dramática.

Atualmente, o Instituto Salto Quântico sofre a possibilidade relativamente iminente de se transferir para a cidade de São Paulo, onde todas as centrais de televisão tendem a se concentrar. Como o foco de nossa organização é a divulgação das idéias espirituais, em rede nacional de TV, este movimento do Salto Quântico é compreensível e seria mesmo esperável. O deslocamento de nossa base para lá, todavia, não se dará, caso se efetive realmente, de modo abrupto, consumindo alguns meses, para tanto. E, eis o dado mais importante: ainda há uma autorização provisória, por parte das autoridades espirituais do Mundo Maior, no sentido de tentarmos manter o núcleo central de nossos trabalhos em Aracaju, com a realização de viagens freqüentes à capital paulista (o que já tenho feito mensalmente, sendo que Eugênia pede sejam, quando possível, aceleradas para a periodicidade semanal).

Como não seria propriamente de meu agrado afastar-me do rincão natal – cheio de corações estimadíssimos e raízes culturais que muito prezo –, não desdobraria tal desligamento da cidade, sem participar a todos os amigos e seguidores do Salto Quântico que se interessem pela eventualidade desta ocorrência.

As cidades e os grupos, como os indivíduos, têm seu poder de escolha. Vemos, com desgosto, valores da terrinha deixarem o ninho para singrarem ares mais amplos… Muitas vezes, a má vontade e a resistência ao progresso fazem com que iniciativas importantes abandonem certas coletividades, tomando o rumo de outras localidades, onde residam comunidades mais receptivas e enobrecidas, pelo coração e pela intelectualidade.

Não é de todo certo que este movimento de traslado (meu e do Salto Quântico) para a capital bandeirante aconteça. Todavia, para que isso não se dê, terei que contar com a boa vontade dos amigos e admiradores de Eugênia e sua obra na Terra, que, muito precariamente, manifesta-se por intermédio de minhas muito pobres faculdades mediúnicas.

Ficaria demasiadamente triste em ter que suspender as manifestações diretas de Eugênia, em tantas atividades que acontecem semanalmente em nossa cidade, mas o risco de isso ocorrer, em médio prazo, é razoavelmente grande. A cidade de São Paulo costuma valorizar os talentos genuínos, e uma sábia e santa como ela, com seu trabalho indiscutivelmente benemérito, não passaria despercebida, como de fato não passou. Personalidades influentes, na capital econômica e cultural de nosso país, interessaram-se muito intensamente por levar para si a presença do fulcro de realizações daquela que foi a grande Aspásia de Mileto, assim se beneficiando mais largamente dos serviços prestados pela grande sábia desencarnada e sua equipe.

Para manter o – como denominamos inúmeras vezes – quartel general do Salto Quântico em Aracaju, precisaremos tomar algumas medidas simples, mas estrategicamente importantes, porque vitais, para a continuidade dos propósitos e funções de nossa instituição no domínio físico de existência. Convido-os todos, portanto, a comparecerem à nossa reunião pública gratuita deste domingo, 14 de outubro, no seu habitual horário e endereço (*2), a fim de que sejam expostos os meios que precisaríamos aplicar, para que Aracaju continue a ser o “coração do coração do mundo”, como dito há 14 anos pela própria Eugênia.

Meu coração sangra, minha alma chora, mas meu espírito está determinado: meu compromisso é fundamentalmente prioritário com os comandos dos bons espíritos, que agem e falam em nome de Deus. E, no meu caso em particular, o desígnio do Alto diz respeito a perpetuar, como sempre foi, a mensagem espiritual televisada, enviada a milhares, milhões de almas desnorteadas, Brasil afora, na perspectiva lúcida, pragmática, salvadora, da ímpar Mestra da Felicidade.

Espero contar com a compreensão, o afeto e a mobilização dos amigos, antes que seja tarde.

Talvez não precisasse dar este aviso, nem fazer esta convocação. Os espíritos, se realmente quisessem, já teriam determinado minha pronta partida. É uma chance, talvez a última, para esta cidade e nosso grupo, de preservar, entre nós, como tanto me agradaria ao coração – e creio que igualmente ao dos amigos queridos –, a presença da geratriz central de trabalhos da sapientíssima e bondosíssima Eugênia, a quem tanto todos devemos.

No próximo ano, em fevereiro, o Salto Quântico completa 20 anos de existência. Vinte anos de manifestações de Eugênia sobre a Terra, com suas miríades e inapreciáveis bênçãos para todos nós. Que esta data seja comemorada com alegria, pela permanência de suas atividades em nossa pólis querida, quiçá por mais 20, 40 anos ou ainda mais, enquanto me haja condições de trabalhar, no veículo de carne que ora utilizo, para me expressar no plano material de vida. Que estejamos, em 2008, celebrando e não lamentando a partida da santa e sábia incomparável, que terá nos deixado – se assim for –, não porque o quisesse, mas porque não fizemos a nossa parte, por mantê-la entre nós.

O amigo e irmão em ideal,

Benjamin Teixeira de Aguiar Machado.
Aracaju, madrugada de 8 de outubro de 2007.

(*1) Algumas considerações, elogiosas a Eugênia, foram de minha própria lavra. Apesar de repleto do meu coração, a maior parte do texto é de autoria dela mesma.

(*2) Salão de Festas Mega Espaço, Rua Nossa Senhora das Dores, 588, Aracaju, às 19h30min. Mais informações: 3041-4405 (no horário comercial).

(Notas do Autor)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: