Espírito Irmã Brígida

20 de maio de 2007
 

Ora.


Benjamin Teixeira
pelo espírito
Irmã Brígida.

Angustiado, ora.
Sentindo-te desesperar, ora.
Energias malevolentes pugnam por roubar-te o juízo, ora.
Supondo que estás sem perspectiva e que não há solução para tua dificuldade, ora.
Acreditando-te sem forças, para facear e superar os desafios de tua existência, ora.

Seja qual for o problema que agora padeças, amigo, lembra-te de que Deus nunca confia problema maior que o poder de solução do problematizado; e, destarte, entrega-te, completamente confiante, ao Seu Regaço Divinal, na certeza de que, se hoje rodopias, à beira do precipício da loucura ou da total desesperança, amanhã estarás bem melhor, inclusive fortalecido, pelo teste no momento enfrentado, de que te terás saído vencedor.

Não subestimes, jamais, o poder da oração, porque ela representa, tão-somente, uma ponte mística aberta, portas adentro da própria alma, com o Poder Inexaurível do(a) Senhor-Senhora… E, sendo assim, em qualquer circunstância, reporta-te, em pensamento, a Ele, o Centro do Universo; Ela, o Fulcro do Amor Cósmico, e estar-te-ás pondo, de volta, no próprio eixo, mesmo que não possas perceber, de pronto e claramente, teu movimento nesse sentido.

Ora, e o Céu te ouvirá. Grita por dentro do teu próprio coração amargurado, e o Cristo, em nome d’Ele-Ela, mandar-te-á suprimentos de energia e inspiração, para venceres, galhardamente, na hora da provação. Ora, e o mundo inteiro, em torno de ti, revolucionará para melhor; porque não há nada, amigo, que, pela força da fé pura e irrestrita em Deus, não possa ser transformado, ainda que seja, tão-somente, uma bruxuleante, mas continuamente trabalhada, esperança de melhora, um crédito ou voto vacilante de confiança n’Aquele(a) que tudo pode.

Ora, e tudo se resolverá, em tua existência, caro irmão, mais rápida, tranqüila e eficazmente do que possas imaginar.

(Texto recebido em 20 de maio de 2007. Revisão de Delano Mothé.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: