Espírito Eugênia-Aspásia

24 de abril de 2007
 

Sopros de Sabedoria – 76.


(Luz em meio à crise, à desilusão e à dificuldade.)


Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Por vezes, sente seu peito crivar-se de dores excruciantes. Os beneficiados não se dão conta de seus esforços, e lhe minam as forças, a ponto de sentir a vertigem do abismo, da falência de sua energia para prosseguir. Os filhos o azucrinam, o cônjuge o estiola, o chefe o esmaga, os subalternos o consternam, os amigos o traem e o abandonam à míngua de socorro…

Se este panorama se assemelha ao que vive atualmente, está você, então, no momento augusto da prova, em que deve dar “prova” a si mesmo e a seus superiores, no Plano Sublime, do quanto, verdadeiramente, está preparado a gravitar para esferas superiores do espírito.

Se tudo concorre para o seu sucesso, o êxito não é tão meritório e poderia, tão-somente, constituir resultado dos fatores de favorecimento envolvidos. Se, porém, está mergulhado num oceano de adversidades, e, ainda assim, define-se positivamente, em função do ideal que lhe inflama a alma, então, de fato, está sintonizado com sua vocação mais profunda, e pode ser considerado, realmente, amadurecido para assumir responsabilidades mais graves.

Não estranhe, destarte, quando se sentir assoberbado por dificuldades maiores. Problema financeiro, familiar, profissional, psicológico e espiritual – tudo ao mesmo tempo? Normalmente, é assim que a Divina Providência costuma consolidar o valor do caráter e a fibra do ideal de seus “escolhidos” (os que se mostram preparados para tanto), agindo como o pai consciencioso e justo que confia o rebento caro do seu coração ao bordão rijo de um preceptor severo, com vistas ao amadurecimento que logrará conquistar, por este período provacional de aprendizados.

(Texto recebido em 22 de abril de 2007. Revisão de Delano Mothé.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: