Espírito Eugênia-Aspásia

5 de abril de 2007
 

Culto do Evangelho com Eugênia e Amigos – 11.


(Alegria da convicção na imortalidade da alma e desespero do materialismo ateu.)


Benjamin Teixeira e os espíritos Manuel e Eugênia.

Congregados, alguns amigos e eu, para a refeição do meio-dia e nosso habitual culto do Evangelho no lar, seguido de intercâmbio mediúnico, tivemos, ao iniciar tais atividades espirituais, as seguintes leituras sorteadas (com a prece inicial feita após a primeira):

1) Capítulo 112 de “Caminho Verdade e Vida”;
2) Questão 33 de “O Livro dos Espíritos”;
3) Item 7, cap. XII, de “O Evangelho segundo o Espiritismo”;
4) Evangelho de Marcos, capítulo 8, versículos 27 a 33.

Terminada a leitura do Evangelho canônico de Marcos, procedi ao recolhimento psíquico indispensável à captação mental dos Amigos domiciliados na outra dimensão de vida. Entre as várias páginas de caráter pessoal e uma dirigida ao grupo, igualmente de natureza privada, seguiram-se as duas mensagens abaixo, com conteúdo de interesse coletivo, que julgamos por bem, sob supervisão dos orientadores espirituais, aqui trazer a lume. Terminado o esforço psicográfico, fez-se uma prece de encerramento de nossas atividades, como reza a metodologia dos trabalhos espíritas.

“Queridos amigos:

Boa tarde! Invocado a laborar a temática com os prezados confrades, enquanto há tempo para isto (*), recebi ensejo para vos falar, em tom fraterno e conselheiral, se assim mo permitirdes.

Estamos numa época de dramáticas mudanças. As probabilidades de destino, num campo vasto, se vos descortinam aos olhos, exortando-vos à reflexão, à ponderação, à vigilância, à intensificação do estado de prece.

Os elementos que compõem os tecidos da civilização sofrem a metamorfose da evolução coletiva, e mesmo o substrato que constitui a configuração psicológica de cada indivíduo, em particular, igualmente padece o retempero, a transubstanciação insopitável.

Hoje, deixo-vos tão-só esta fala de amigo mais velho, próximo a me imergir, com o escafandro de nova vestimenta carnal, no oceano do mundo físico.

Meus votos sinceros e ardentes de que logreis conduzir com êxito e sem solução de continuidade a tarefa ingente que vos foi confiada.

Manuel.”

“Encerrando a fala de nosso Plano de ação, gostaria de dizer do meu desejo de todos trazer para cá, por alguns instantes que fossem… E, assim, repletá-los com as maravilhas indescritíveis do infinito… da eternidade… da existência de Deus… para oferecer aos queridos amigos a convicção absoluta na imortalidade da alma…

O materialismo, meus filhos muito amados, e o ateísmo que lhe é conseqüente constituem doenças graves do espírito, que afetam muitas centenas de milhões de pessoas, em níveis variados de gravidade, que vão da dúvida sutil à negação cabal, do desânimo aparentemente insignificante ao desespero completo!

Trabalhemos, com afinco e determinação! A obra de elevar a importância do sentimento à altura da inteligência é capital até para a sobrevivência da civilização humana no orbe. (…)

Ósculo no coração de todos,

Mãe e mentora, Eugênia.”

(Texto composto e psicografado por Benjamin Teixeira. Revisão de Delano Mothé.)

(*) O espírito comunicante está nos preparativos últimos para a reencarnação.
(Nota do Médium)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: