Espírito Eugênia-Aspásia

1 de abril de 2007
 

Sopros de Sabedoria – 70.


Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Em Sua famosa máxima: “Vigiai e orai para não cairdes em tentação”, Nosso Senhor apõe o orar conectado ao vigiar, pois que, sem o estado de prece, facilmente o esforço vígil da consciência converte-se em crítica exacerbada, de si mesma e do outro.

Não adianta ser só lúcido, deve-se ser sábio. Quem percebe o mal deve igualmente enxergar o bem, pondo-o, inclusive, em primeiro plano, como meta, foco e prioridade – o que, lamentavelmente, não acontece, quando o indivíduo não labuta, continuamente, por superar a influência viciosa da malícia e do pessimismo que pervaga o nível humano médio de percepção e valores na Terra, com perfil predominantemente egóico, mesquinho e, inclusive, em muitos aspectos, malevolente.

Mentalize, assim, amigo, antes de iniciar qualquer processo de análise ou julgamento (tanto de si mesmo, como do próximo, de situações ou de possibilidades futuras), a graça, a abundância e a infinita bondade de Deus, na convicção de que tudo existe e acontece para o bem de todas as criaturas, a médio ou longo prazo, e que nos cabe, na condição de seres conscientes, tão-somente trabalhar no sentido de atrapalhar menos e colaborar mais com os Divinos Desígnios, que pretendem progresso e bem-estar para todos. Somente nesta perspectiva, é possível estar em sintonia com a realidade última das coisas e fazer avaliações mais apropriadas e justas, sem tanto pecar pelas tão típicas distorções perceptivo-projetivas da mente humana.

(Mensagem recebida em 31 de março de 2007. Revisão de Delano Mothé.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: